Guerra Não – Ucrânia

29/03/2022

Não á guerra contra Ucrânia! Guerra sangrenta! Paz!

Os problemas no mundo são muitos, tantos que não temos tempo, nem dispomos de meios suficientes de resolvê-los todos um a um…

O que menos precisamos no momento e em época alguma, é de guerras; de fato, a única coisa que as guerras trazem são mortes, tristezas, perdas diversas, principalmente a vida, muitas vezes irreparáveis para o ser humano.

Nossas batalhas são infindáveis. Temos a falta de paz, a fome, a falta de moradias e, as guerras em nada nos auxilia. E o mais triste é que os problemas só se agravam e os que mais sofrem são justamente os mais fracos e desprotegidos, o povo!

E esse mesmo povo, seja ele Ucraniano, Russo, Grego, Hebreu, Romeno, Judeu, Brasileiro, Sírio, Alemão, Libanês, Armênio, Americano, Iraniano, Canadense, Francês, Inglês, Africano, Turco, Polonês, Iraquiano recebe sobre si o jugo de atos impensados de seus governantes. Basta dar uma olhada no que acontece, milhões de pessoas fugindo da Ucrânia, buscando abrigo em países vizinhos. [por causa uma guerra que eles não criaram].

Enquanto alguns estão lutando, outros estão buscando pela paz. Sabemos que muitos “lutam” por diferentes interesses, mas necessário é levarmos em conta que toda a humanidade perde muito, de um modo ou de outro.

Resumo sobre a Guerra entre Rússia e Ucrânia

Desde o dia 24 de fevereiro a comunidade internacional assiste com perplexidade à invasão da Ucrânia pela Rússia.

A tensão entre Rússia e Ucrânia tem motivações e laços históricos, políticas e em diversos aspectos compartilham hábitos culturais, isso as tanto unem quanto que as separam, e estão situados em uma zona conflituosa da Europa Oriental.

Atualmente, novos focos de tensão na fronteira leste ucraniana reacenderam o temor de uma invasão russa. Tal preocupação também é compartilhada com países ocidentais, principalmente os Estados Unidos, que são opositores tradicionais do governo russo.

A tensão entre Rússia e Ucrânia passa por diversos momentos da constituição dessas duas nações situadas no extremo Leste da Europa Oriental.

A Ucrânia foi dominada pelo Império Russo no passado, posteriormente, pela União Soviética.

A fé professada era a cristã ortodoxa, instituída em 988 por Vladimir 1º de Kiev (ou São Vladimir Svyatoslavich “O Grande”), que consolidou o reino Rus no território que corresponde hoje a Belarus, Rússia e Ucrânia e se estende até o Mar Báltico.

A independência ucraniana ocorreu oficialmente no ano de 1991, por meio da fragmentação da antiga União Soviética.

O que acirrou ainda mais os ânimos entre os dois países e à partir da sua independência, a Ucrânia se aproximou de nações ocidentais, nas áreas política, econômica e cultural.

Essa herança em comum remonta ao século 9, quando Kiev, a atual capital ucraniana, era centro do primeiro Estado eslavo, criado por um povo que se autodenominava “rus”.

Foi esse grande Estado medieval, que os historiadores chamam de Rus de Kiev, que deu origem à Ucrânia e à Rússia – cuja capital atual, Moscou, surgiu no século 12. Considera-se que Moscou foi fundada em 1147 por Yury Dolgoruky e, ao longo da história, transformou-se na capital da Rússia e na maior cidade daquele país.

A Ucrânia foi parcialmente invadida pela Rússia na tomada da Península da Crimeia pela Rússia em 2014 o que é a tensão mais atual e principal entre Rússia e Ucrânia.
Esta aproximação da Ucrânia com o Ocidente é vista com grande desconfiança pela Rússia, que teme a perda de uma importante área de influência.

Atualmente, há milhares de soldados russos dispostos ao longo da fronteira leste ucraniana, cenário que gera receio de uma nova invasão do país.

A Ucrânia conta com o apoio de nações ocidentais como os Estados Unidos e o Reino Unido, e outros Países como: Bélgica, Portugal, Itália, Espanha, Grécia, República Tcheca, Polônia, Romênia, Canadá, Suécia, Finlândia, Dinamarca, Noruega, Croácia e Eslovênia; Membros da aliança militar ocidental (OTAN) Organização do Tratado do Atlântico Norte, e (UE) União Europeia para impedir uma possível invasão russa.

Estes países continuarão ajudando a Ucrânia a combater a invasão russa, forneceram ajuda militar enquanto também adaptam a própria segurança da aliança à “nova realidade” desencadeada pela guerra. Também Israel e Austrália, que não são membros da UE ou da OTAN, mas atuam como aliados, também prometeram auxílio.

Ні війни, Україна Нет войне, Украина
No War, Ukraine Nessuna Guerra, Ucraina
Kein krieg, Ukraine Aucune Guerre, Ukraine
Guerra Não, Ucrânia Guerra entre Rússia e Ucrânia
  1. Links Rápidos

A Realidade do Inferno

Estudos Bíblicos

Literatura

Bíblia Online

Music & Lyrics

Os Pensadores

Não deis lugar ao diabo… Do not give the devil a foothold.

Efésios 4:27 - Ephesians 4:27

Deixe um comentário