Categoria: Saúde

04/04/2021

Homenagem aos Profissionais de Saúde

Eles estão exaustos!

Profissionais de Saúde estão completamente esgotados, mas não desistem de lutar pela vida!

Profissionais da Saúde em Desespero

Profissionais da Saúde em Desespero

Não só em tempos como esse que vivemos agora, os Profissionais da Saúde são os primeiros a serem expostos a todos os tipos de infecções, hoje pelo coronavírus [a Covid-19], porque sua vocação é atuar na linha de frente, mas os Profissionais da Saúde precisam ser reverenciados. Seus conhecimentos devem ser respeitados e suas intervenções, objeto de confiança e crédito. Nas suas mãos, todos entregamos o que nos é mais caro, a nossa própria vida e de entes queridos.

Não tem como mencionar todos aqui, mas pelo menos relembrando a maioria, são eles:
Médicos, Enfermeiros, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Terapeutas Ocupacionais, Biólogos, Médicos Veterinários, Biomédicos, Farmacêuticos, Odontólogos, Fonoaudiólogos, Psicólogos, Osteopatas, Assistentes Sociais, Profissionais da Educação Física e seus respectivos Técnicos, também os Auxiliares Tecnólogos em Radiologia.

Não podemos nos esquecer também dos trabalhadores de apoio como os Recepcionistas, Agentes de Saúde Pública, Seguranças, Trabalhadores da Limpeza, Cozinheiros e Auxiliares, Motoristas de Ambulâncias, Motoristas do SAMU, Motoristas do Resgate entre tantos outros.

E precisamos ainda incluir aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares como os Cuidadores de Idosos, Doulas/Parteiras, Funcionários do Sistema Funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados e os Acadêmicos em Saúde e Estudantes da Área Técnica em Saúde em estágio hospitalar, Clínicas e Laboratórios.

E aqueles que fazem o enfrentamento direto e indireto da Covid-19 e também de outras formas, mas estão sempre em risco de uma forma ou outra, tais como: Polícia Federal [onde estão também o Corpo de Bombeiros, Resgate, a Defesa Civil, Prevenção e Combate a Incêndios, Buscas, Salvamentos e Socorros Públicos], Polícia Rodoviária Federal. Polícia Ferroviária Federal, Polícia Legislativa Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Penal.

E não há ninguém melhor que o filósofo alemão Friedrich Nietzsche para resumir com uma frase o papel dos profissionais da saúde em épocas como esta que estamos atravessando, em que o surto de uma doença extremamente infecciosa gera uma pandemia que afeta e ameaça a vida de milhares de pessoas em todo o planeta. “Nos momentos em que a necessidade dos médicos é altíssima, isto é, durante as grandes epidemias, eles estão mais expostos ao perigo”.

Diante da vulnerabilidade de cada um que entra num hospital, seja AMA, seja SUS, seja de Campanha, seja Particular o profissional de saúde tem que encarar o rosto de seus pacientes, isolados e sozinhos em um leito com medo, dor e apreensão. Cuidar é responsabilizar-se pelos outros sem esperar a recíproca, ainda que isso me viesse a custar a vida. No dicionário da ética, o nome disso é bondade.

Florence Ni

Vale à pena relembrar de Florence Nightingale (Florença, 12 de maio de 1820 — Londres, 13 de agosto de 1910) foi uma reformadora social inglesa, esteticista e fundadora da enfermagem moderna. Nightingale ganhou destaque ao servir como chefe e treinadora de enfermeiras durante a Guerra da Crimeia, na qual organizou o atendimento aos soldados feridos.

Esta obra está no domínio público no seu país de origem e noutros países e áreas onde o período de proteção dos direitos de autor é igual ou inferior à vida do autor mais 100 anos.

Também tem de incluir uma marcação de domínio público nos Estados Unidos para indicar porque é que esta obra está no domínio público nos Estados Unidos.

Apenas lembrete: No dia 27 de maio de 2020, foi celebrado o Dia do Desafio e nada melhor do que homenagear os profissionais da saúde que todos os dias estão na linha de frente no confronto diário contra a pandemia do coronavírus. Foi colocado um cartaz e quatro bombeiros desceram no telhado do Hospital Pompéia de rapel. O sargento Júlio Cristiano dos Santos enfatiza: “Temos um grande reconhecimento pelos Profissionais da Saúde. O objetivo hoje é realmente saldar todos os profissionais envolvidos nesse desafio, até porque, o Corpo de Bombeiros e estes profissionais da saúde buscam no final o mesmo objetivo”, ressalta Cristiano. Isso deu ao hospital ainda mais força para continuar na luta diária em favor da comunidade.

Tudo isso ainda não acabou, estamos numa situação lastimável e lutando por cada vida. O reconhecimento da função social desses profissionais é tão necessária quanto é a certeza de que a maioria de nós estará, cedo ou tarde, em suas mãos. Para que eles façam o seu melhor para todos – e inclusive para nós, quando chegar a nossa hora – que sejam valorizados e reconhecidos a todo tempo.

Então… Muito obrigado! A vocês:- Aplausos, panelaços, abraços, beijos, corações, palmas, carinhos, gestos sinceros, apertos de mão, cânticos, orações, bênçãos em geral.

Sede fortes e corajosos; não temais, nem vos atemorizeis diante deles; porque o Senhor vosso Deus é quem vai convosco. Não vos deixará, nem vos desamparará.

Deuteronômio 31:6
02/04/2021

Lei Contra ‘Stalking’ é Sancionada

Perseguição, digital ou física, pode levar a 3 anos de prisão

Penalidade já está em vigor!

Lei contra ‘Stalking’ é Sancionada

“Stalking” Condenação é de seis meses a dois anos, mas pode chegar a 3 anos com agravantes — Foto: Pixabay

O presidente Jair Bolsonaro aprovou na quarta-feira (31) a lei que que inclui no Código Penal e criminaliza o “stalking” (perseguição) no Brasil. A prática, que se amplifica online, com o poder das redes sociais, também está proibida fora da internet, de maneira física. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (1º) no Diário Oficial da União.

Lei teve origem em projeto de combate ao feminicídio

A proposta da lei para tornar o stalking um crime no Brasil é de autoria da senadora Leila Barros (PSB-DF), e já havia sido aprovada pelo Senado em 2019. Entretanto, após alterações feitas pela Câmara dos Deputados, o projeto voltou para aprovação dos senadores, até ser aprovado novamente no início de março e encaminhado ao Presidente da República.

De acordo com o relator do projeto, senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), a proposta é de extrema importância no combate à perseguição sofrida por mulheres, especialmente no âmbito da violência doméstica e familiar. Segundo ele, o Brasil é o 5º país do mundo com mais casos de feminicídio – dos quais, 76% foram precedidos por casos de perseguição da parte de seus parceiros.

“A repressão ao stalking praticado com violência de gênero é essencial, diante da grande probabilidade de as condutas perpetradas pelo agente perseguidor tornarem-se, posteriormente, paulatina ou subitamente mais graves, evoluindo para agressões severas e, até mesmo, para o feminicídio”, afirmou o senador.

A pena para quem for condenado, a de reclusão prevista é de 6 meses a 2 anos, mas pode chegar a 3 anos com agravantes. Existe também a previsão de multa contra o infrator.

Há ainda a possibilidade de aumento da pena em 50% caso o crime seja cometido:

  • contra criança, adolescente ou idoso;
  • contra mulher por razões da condição do sexo feminino;
  • a extensão da punição também pode ocorrer caso haja a participação de duas ou mais pessoas e o emprego de armas.

A lei entrou em vigor após a sua publicação no Diário Oficial desta quinta (1º). O projeto foi aprovado no Senado em 9 de março por decisão unânime em uma sessão dedicada à pauta feminina em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

Segundo a lei, caracteriza o crime “perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade”

Antes da nova lei, a prática de “molestar alguém ou perturbar sua tranquilidade” era considerada contravenção penal, e não crime, e tinha como pena a prisão de 15 dias a dois meses, ou multa.

O que é “stalking”?

Conhecido popularmente como “stalking” (perseguição, em inglês), o ato definido agora por lei consiste em seguir alguém reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando a integridade física ou psicológica da vítima ou invadindo sua liberdade ou privacidade.

A prática é mais conhecida nos meios digitais, mas a lei prevê condenações para quem cometer o crime em qualquer meio, seja digital ou físico.

O texto também diz será enquadrado no crime quem restringir a capacidade de locomoção da vítima.

Qual é o homem que teme ao Senhor? Este lhe ensinará o caminho que deve escolher. Ele permanecerá em prosperidade, e a sua descendência herdará a terra. O conselho do Senhor é para aqueles que o temem, e ele lhes faz saber o seu pacto. Os meus olhos estão postos continuamente no Senhor, pois ele tirará do laço os meus pés.

Salmos 25:12-15
01/04/2021

Auxílio Emergencial: Calendário de Pagamentos

Novo Auxílio Emergencial 2021

Em 6 de abril começa o pagamento do Novo Auxílio Emergencial e será feito em quatro parcelas; O valor será de R$ 250,00 por família, com valores diferenciados para aquelas comandadas por mulheres que criam filhos sozinhas. Pessoas sozinhas vão receber R$ 150,00. Os pagamentos seguem mais uma vez as datas de nascimento dos beneficiários.

A nova rodada será paga os trabalhadores que fazem parte do Cadastro Único e para os que se inscreveram por meio do site e do aplicativo do programa e para os beneficiários do Bolsa Família.

Beneficiário precisa estar com o CPF regular;


Cadastro Único e Inscritos via APP e Site

Os pagamentos para este público começam em 6 de abril.

Os pagamentos serão feitos por meio de conta poupança digital da Caixa, que pode ser movimentada pelo Caixa TEM. Mais uma vez, será liberada primeiro a movimentação digital e, posteriormente, os saques.

Bolsa Família

Já para os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos começam em 16 de abril e seguirão o calendário já estabelecido para o benefício – sempre nos últimos dez dias úteis de cada mês.

Para este público, os pagamentos serão feitos da mesma forma que é pago o Bolsa Família.

Veja no calendário na tabela abaixo:

Como saber se terei direito, se vou receber?

Os trabalhadores poderão consultar, a partir de 1º de abril, se receberão a nova rodada do Auxílio Emergencial. A CONSULTA poderá ser feita AQUI NO SITE DA DATAPREV, empresa estatal responsável por processar os pedidos. O beneficiário deverá informar o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

A partir de 2 de abril, a consulta poderá ser feita também pelos canais da Caixa: pelo auxilio.caixa.gov.br ou pelo telefone 111.

Quantas Parcelas?

Serão pagas aos trabalhadores 4 parcelas  que vai variar entre R$ 150,00 e R$ 375,00 conforme o perfil do beneficiário e a composição de cada família – com valor médio do benefício de R$ 250,00.

As Famílias vão receber R$ 250,00;

Uma família monoparental, dirigida por uma mulher, vai receber R$ 375,00;
Pessoas que moram sozinhas vão receber R$ 150,00.

Quem vai Receber?

Pelas novas regras criadas, o auxílio só será pago a famílias com renda total de até três salários mínimos por mês, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. Segundo o governo, o benefício deverá ser pago a 45,6 milhões de famílias.

Para quem está no Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso. A pessoa receberá o benefício com maior valor, seja a parcela paga no âmbito do programa, seja o valor do Auxílio Emergencial.

Não serão abertas novas inscrições para o pagamento do benefício A seleção será feita a partir dos beneficiários inscritos no programa original, excluindo aqueles que não se encaixarem nas novas regras do programa. Com isso, o número de beneficiários deve ser reduzido de 68 milhões para 46,6 milhões.

CONSULTA AQUI SE VOCÊ TEM DIREITO – DATAPREV

Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te haver dito: Necessário vos é nascer de novo.

João 3:5-7
30/03/2021

Coronavirus – COVID-19

Utilidade Pública Essencial

Coronavirus - COVID-19

O que é a doença Coronavírus

A doença do coronavírus (COVID-19) é uma doença infecciosa causada por um coronavírus recém-descoberto.

A maioria das pessoas que adoece em decorrência da COVID-19 apresentará sintomas leves a moderados e se recuperará sem tratamento especial.

Como ele se espalha?

O vírus que causa a COVID-19 é transmitido principalmente por meio de gotículas geradas quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou exala. Essas gotículas são muito pesadas para permanecerem no ar e são rapidamente depositadas em pisos ou superfícies.

Você pode ser infectado ao inalar o vírus se estiver próximo de alguém que tenha COVID-19 ou ao tocar em uma superfície contaminada e, em seguida, passar as mãos nos olhos, no nariz ou na boca.

Quais são os sintomas?

Sintomas mais comuns:
febre
tosse seca
cansaço

Sintomas menos comuns:
dores e desconfortos
dor de garganta
diarreia
conjuntivite
dor de cabeça
perda de paladar ou olfato
erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés

Prevenção

Proteja a si mesmo e as pessoas ao seu redor conhecendo os fatos e tomando as precauções apropriadas. Siga os conselhos da autoridade local de saúde.


Para evitar a propagação da COVID-19, faça o seguinte:

  • Lave suas mãos com frequência. Use sabão e água ou álcool em gel.
  • Mantenha uma distância segura de pessoas que estiverem tossindo ou espirrando.
  • Use máscara quando não for possível manter o distanciamento físico.
  • Não toque nos olhos, no nariz ou na boca.
  • Cubra seu nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar.
  • Fique em casa se você se sentir indisposto.
  • Procure atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.

Ligue com antecedência para o plano ou órgão de saúde e peça direcionamento à unidade mais adequada. Isso protege você e evita a propagação de vírus e outras infecções.

Use Máscaras

Quem usa máscara pode ajudar a prevenir a propagação do vírus para outras pessoas. Isoladamente, as máscaras não são uma proteção contra a COVID-19, e o uso delas deve ser combinado com o distanciamento físico e a limpeza das mãos. Siga as orientações da autoridade local de saúde.

Tratamentos

Autocuidados

  • Após a exposição a uma pessoa com COVID-19, siga estas orientações:
  • Ligue para seu prestador de cuidados de saúde ou para uma central de informações sobre a doença para descobrir onde e quando você pode fazer um teste.
  • Informe outras pessoas com quem você teve contato para impedir a propagação do vírus.
  • Caso não seja possível fazer o teste, fique em casa e pratique o distanciamento social por 14 dias.
  • Enquanto estiver em quarentena, não vá ao trabalho, à escola ou a espaços públicos. Peça para alguém levar itens essenciais até você.
  • Mantenha pelo menos um metro de distância de outras pessoas, incluindo membros da sua família.
  • Use uma máscara para proteger os outros, até mesmo se/quando você precisar procurar atendimento médico.
  • Higienize as mãos com frequência.
  • Fique em um cômodo separado dos outros membros da sua família. Se isso não for possível, use máscara.
  • Mantenha o ambiente bem ventilado.
  • Se você divide o quarto com alguém, deixe um metro de distância entre as camas.
  • Preste atenção por 14 dias para ver se você apresenta sintomas.
  • Ligue para o prestador de cuidados de saúde imediatamente se você apresentar qualquer um destes sintomas: dificuldade para respirar, perda da fala ou da mobilidade, confusão ou dores no peito.
  • Mantenha contato com seus entes queridos por telefone ou on-line e faça exercícios para manter o pensamento positivo.

Tratamentos médicos

Cientistas do mundo todo estão trabalhando para encontrar e desenvolver tratamentos para a COVID-19.

Os tratamentos paliativos mais indicados incluem oxigênio, para casos mais graves e pacientes de alto risco devido a outras doenças, e suportes respiratórios, como ventilação, para pacientes em estado crítico.

A Dexametasona é um corticosteroide que pode ajudar a reduzir o tempo de ventilação e salvar as vidas de pacientes em situação mais grave.

A OMS não recomenda a automedicação, incluindo ingestão de antibióticos, como prevenção ou cura da COVID-19.

São Paulo

Total de Casos

2.430.000
+5.220

Recuperados

2.080.000

Mortes

72.283
+292

Brasil

Total de Casos

12.600.000
+38.927

Recuperados

11.000.000
+17.911

Mortes

314.000
+1.660

Global

Total de Casos

128.000.000

Recuperados

72.500.000

Mortes

2.790.000

Fonte: World Heath Organization

Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus.

João 1:12
10/03/2021

Xarope Expectorante para Limpar os Pulmões

O Famoso Xarope da Vovó

Xarope para Limpar os Pulmões

Ingredientes:

1. Guaco – 3 colheres de sopa

Guaco é uma planta medicinal normalmente utilizada em forma de chá para tratar problemas respiratórios devido ao seu efeito bronco dilatador e expectorante. A propriedade medicinal da erva está na cumarina, substância anticoagulante que relaxa a musculatura das vias aéreas e auxilia na respiração.

2. Hortelã – 3 a 4 ramos

A hortelã comum, conhecida cientificamente como Mentha spicata, é uma planta medicinal e aromática para Tosse seca; Antisséptica; Tranquilizante analgésica com propriedades que ajudam a tratar problemas digestivos, como má digestão, flatulência, enjoo ou vômitos, por exemplo, mas a hortelã também tem Efeitos calmantes e expectorantes.
Uma das principais utilizações do chá de hortelã é para Diminuir gases intestinais, tratar-se de um ótimo remédio caseiro para flatulência, pois esta planta medicinal possui propriedades antiespasmódicas, diminuindo os movimentos do intestino e evitando a formação dos gases e a dor.

3. Gengibre – Uma porção

As propriedades do Gengibre incluem sua Ação anticoagulante; Vasodilatadora, digestiva; Anti-inflamatória; Antiemética; Analgésica; Antipirética ;Anti bactericida e Antiespasmódica.
Benefícios: Alivia incômodos na garganta, ajuda nas gripes resfriados, ajuda a controlar o diabetes. Os gingerois, substâncias do gengibre, possuem propriedades digestivas e ajudam no controle de diabetes tipo 2; Reduz cólicas menstruais; Ajuda a emagrecer; Previne o câncer; Melhora a memória; Combate infecções; Melhora a digestão e Alivia sintomas de problemas respiratórios.

4. Limão – 1 unidade (casca e suco do limão)

Rico em vitamina C; Ajuda a fortalecer sistema imunológico; Ótimo para tosse; Diminui inflação vias respiratórias e tem Ação antioxidante
Fortalecer o sistema imune e proteger o organismo contra gripes e resfriados; Ajudar a eliminar as toxinas do corpo; Evitar doenças como câncer e envelhecimento precoce; Reduzir a acidez corporal, melhorando o metabolismo do corpo;
Benefícios: Melhora a digestão; Ajuda a prevenir derrames; Aumenta a absorção do ferro; Aumenta a imunidade; Diminui riscos de doenças cardiovasculares; Faz bem para a pele; Diminui sintomas de doenças respiratórias.

5. Cebola – 1 cebola média

Ótima para resfriados,
Combate gripes e resfriados; Amigdalite; Tosse; Asmas; Alergias; Alivia o Catarro; Auxilia no emagrecimento; Protege o coração; Combate o envelhecimento precoce; Combate a hipertensão; Controle do diabete; Previne cânceres;
Além dos benefícios da hortaliça já citados, a cebola branca também age como um bom anti-inflamatório no organismo. A cebola branca também funciona como um eficiente antibacteriano, pois ajuda a impedir a proliferação de certos tipos de bactérias. Ela é igualmente boa para a saúde do coração.

6. Alho – 2 dentes com casca

Este alimento é rico em compostos sulfurados, em que o principal é a alicina, que proporciona o cheiro característico do alho, sendo um dos grandes responsáveis pelas suas propriedades funcionais. Além disso, o alho também é rico em vários minerais que nutrem o organismo, como potássio, cálcio e magnésio.
Melhora imunidade; Ação anti-inflamatória: contribui para a melhora de Gripes e resfriados, além de prevenir o Câncer de estômago; Ação antimicrobiana, Antiviral e Antifúngica: devido aos seus componentes, o alho consegue reduzir a capacidade de Ação de Micróbios, Fungos e Vírus.

7. Canela – 1 pauzinho

A canela possui uma série de benefícios. Maravilhosa, antibacteriana, antifúngica, anti-inflamatória; Ajuda a Prevenir e combater o diabetes, controlando os níveis de açúcar no sangue e aumentando a sensibilidade à insulina. Esta especiaria originária da Ásia, mais precisamente do Sri Lanka, também contribui para o emagrecimento por ter uma ação termogênica.
Canela é uma especiaria obtida a partir da casca interna de várias espécies de árvores do género Cinnamomum (família Lauraceae), usado tanto em alimentos doces como em salgados.

8. Cravo da Índia – Uns 10 cravinhos

Combate infecções e Alivia dores na garganta e peito; Fonte de nutrientes; Rico em antioxidantes; Proteção contra o câncer; Pode matar as bactérias; Pode melhorar a saúde do fígado; Pode ajudar a regular o açúcar no sangue; Melhora a saúde óssea; Pode reduzir úlceras no estômago.

9. Açúcar Mascavo

Outro benefício do açúcar mascavo é que ele tem menos calorias quando comparado ao açúcar refinado é mais natural e mais saudável, rico em sais mineiras e vitaminas. “Além disso, esse açúcar possui antioxidante que protege as células do nosso corpo”, ressalta o nutrólogo.
Mas se não tiver ou quiser pode usar o açúcar branco para fazer este xarope.

10. Mel – 3 colheres de sopa

Consegue proteger mucosas da garganta, melhora a irritação, ajuda a reduzir inflamação e inchaço da garganta; O mel tem diversos antioxidantes, incluindo compostos fenólicos, como os flavonoides; Pode reduzir a pressão arterial; Melhora os níveis do colesterol; Auxilia nas defesas imunológicas; Faz bem para a saúde gastrointestinal; Alivia sintomas de resfriados.

11. Água – 400 ml

Nem preciso dizer: A água é fonte da vida. É um recurso natural essencial, seja como componente bioquímico de seres vivos, como meio de vida de várias espécies vegetais e animais, como elemento representativo de valores sociais e culturais e até como fator de produção de vários bens de consumo final e intermediário.

Preparo:

Coloque uma panela no fogo e Acrescente:
1 xícara açúcar mascavo
1 pau de canela
10 cravinhos
porção de gengibre ralado
cebola média cortada com casca que tem vitaminas também

depois que derreteu o açúcar acrescente:
400ml de água
tampa a panela e deixa ferver por 20 minutos…

Depois desse tempo acrescente:
2 dentes de alho com casca e tudo
casca do limão

deixa no fogo por mais 1 ou 2 minutos…

Depois desse tempo apague o fogo e acrescente:
o guaco
o hortelã (no capricho)
o suco do limão
(sempre mexendo)

Depois disso feito, vamos coar e acrescentar:
o mel (3 a 4 colheres de sopa)
e Pronto!

Agora só acondicionar onde achar melhor para você utilizar.

Dicas importantes:

Se for uma pessoa com diabetes: “Melhor não consumir este xarope, visto que foi acrescentado açúcar mascavo (ou outro) além do mel; Embora digam que pessoas com diabetes podem, sim, consumir o açúcar mascavo, desde que sua quantidade seja computada como valor calórico e gramas de carboidrato, pois é igualmente absorvido e eleva a glicemia a patamares similares ao açúcar comum, o melhor seria consultar seu médico!
Outra dica é com relação a crianças: “Mel e xarope caseiro somente à partir de 1 ano de idade”

Qual seria a duração do Xarope:

Em média uns 15 dias

Modo de usar:

1 colher de sopa (03) três vezes ao dia, ou quando achar necessário.

Não tenhas inveja dos pecadores; antes conserva-te no temor do Senhor todo o dia. Porque deveras terás uma recompensa; não será malograda a tua esperança.

Provérbios 23:17-18
19/02/2021

Tratando Seus Cabelos e o Couro Cabeludo

Cabelos e Couro Cabeludo – Óleos Essenciais dōTerra 100% Puro

Ter os cabelos bonitos é o desejo de 10 entre 10 pessoas, em qualquer parte do planeta. Cabelos saudáveis não são apenas a representação de beleza, como significam que tudo vai bem com nosso organismo.

Os cabelos são a moldura do rosto, um cabelo bonito sempre é admirado, por isso, quando acontece algo que não planejamos, ficamos tristes e preocupados, como a queda excessiva.

Na foto ao lado temos um tratamento específico com três Óleos Essenciais dōTerra (LavandaCopaíba e Melaleuca) para feridos no couro cabeludo. Tire suas conclusões por si só, e imagina o que os Óleos Essenciais dōTerra pode fazer pelos seus cabelos e pelo seu couro cabeludo.

Segundo especialistas, é normal perder cerca de 100 fios por dia, porém quando esse número se torna maior, se torna fonte de alerta. Dos motivos da queda destacado estão o uso excessivo do secador e da chapinha, procedimentos químicos, estresse, caspa, após a gestação, hereditariedade e doenças do couro cabeludo como alopecia, foliculite, dermatite seborreica e mais 65 causas possíveis.

O ciclo de crescimento do cabelo é afetado pela ação do hormônio DHT (dihidrotestosterona), que faz com que a porcentagem de cabelos na fase de crescimento (anágena) e a duração desta fase diminuam, resultando em cabelos mais curtos. Mais cabelos ficam em estado de repouso (fase telógena) e estes são muito mais sujeitos à queda em função de traumas cotidianos como pentear e lavar.

Para tratar o problema, literalmente a partir da raiz, no mercado existem diversos produtos específicos e também métodos paliativos para tratar os cabelos, os salões de beleza ficam cheios pelos vários serviços oferecidos, mas a natureza é tão perfeita, que encontraram recursos extraídos dela para tanto deixar os cabelos bonitos por fora, quanto cuidar do couro cabeludo e da saúde por dentro, que irá refletir na melhor condição dos fios, mostrando força e brilho. Esses recursos extraídos foram transformados em óleos essenciais, com efeitos positivos e gratificantes. A mudança nos hábitos alimentares e o uso de óleos essenciais, que são um tratamento natural benéfico à saúde por completo.

Como os Óleos Essenciais dōTerra Auxiliam para Queda de Cabelo

Aplicados sobre o couro cabeludo, que possui uma maior quantidade de folículos pilosos, absorvendo melhor as propriedades de ativos tópicos aplicados sobre ele, os óleos essenciais vão agir tanto diretamente, quanto através da inalação, atuando sobre os problemas que causam a queda de cabelo.

Pela grande quantidade de causas que resultam na queda, é preciso primeiro investigar o que faz seu cabelo cair, para saber qual óleo, ou qual sinergia, terá um efeito mais benéfico. Abaixo, seguem alguns exemplos de Óleos Essenciais dōTerra que podem ser usados como tratamento complementar dos cabelos:

Copaíba (Copaifera)Além do efeito anti-inflamatório, outras propriedades da copaíba incluem a ação anti-séptica, antifúngica, hipotensora, diurética, antimicrobiana, relaxante muscular, cicatrizante, desinfetante, antibacteriana, expectorante, anticancerígena,  adstringente, antibiótica, emoliente, energizante, cicatrizante do couro cabeludo, estimulante. O óleo de Copaíba apresenta ainda grande quantidade de propriedades regeneradoras, nutritivas, curativas, tônicas e lubrificantes

Lavanda (Lavender): era usada pelos egípcios e romanos para banhos. óleo de Lavanda é indicado para cabelos danificados e que tem pontas duplas, pois age reduzindo esse problema. Cabelos com caspa ou excesso de oleosidade são beneficiados com o uso desse óleo. Suas propriedades garantem cabelos e corpo relaxados;

Melaleuca (Tea Tree): ajuda no tratamento da caspa, com propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, Melaleuca também ajuda a dar brilho para cabelos secos e danificados;

Alecrim (Rosemary): além das propriedades energizantes é um estimulante dos folículos pilosos favorecendo o crescimento e o fortalecimento mantendo os fios saudáveis. o óleo de Alecrim é rico em  antioxidantes e age sobre os folículos pilosos do couro cabeludo estimulando a circulação sanguínea e eliminando os radicais livres – que são responsáveis ​​pelo envelhecimento, bem como a perda de cabelos, também é eficaz no tratamento da caspa, oleosidade, coceira e irritação do couro cabeludo.

Sálvia Esclareia (Clary Sage):tem propriedades adstringentes e fortalece os cabelos, promovendo a aparência saudável. Além disso, é relaxante, agindo sobre o estresse, uma dos motivos que levam a queda de cabelo;

Camomila Romana (Roman Chamomile): é muito usada em produtos de beleza, tendo propriedades relaxantes, regeneradoras e anti-inflamatórias, tratando o couro capilar;

Cipreste (Cypress): equilibra as emoções, e nada melhor para um cabelo bonito do que alguém feliz embaixo dele. Como tratamento, limpa o couro cabeludo, reduz a oleosidade, auxilia na circulação e força capilar;

Ilangue-Ilangue (Ylang Ylang): nutre os folículos melhorando o crescimento saudável dos cabelos. o óleo de Ylang Ylang equilibra o couro cabeludo oleoso, ajudando a normalizar a produção de sebo. As propriedades antissépticas e tônicas naturais, ajudam a manter  o couro cabeludo saudável.

Peppermint (Hortelã-pimenta): é uma potência de nutrientes, minerais e alguns ácidos graxos; é excelente para o tratamento dos cabelos. Ele ajuda estimular o fluxo de sangue melhorando o desempenho do crescimento.  Hortelã-pimenta tem propriedades antissépticas e antimicrobianas que ajudam a a manter o couro cabeludo limpo, melhorando a caspa. Também é muito eficiente para queda de cabelo.

Modo de Usar

  • Uso tópico: Aplicar sobre a pele na área desejada diluindo de 1-3 gotas em óleo de coco fracionado dōTerra para minimizar qualquer sensibilidade da pele;
  • Difusão: O óleo essencial dōTerra® também poderá ser utilizado em difusor ultrassônico dōTerra ou aromatizador elétrico colocando de 3-4 gotas;
  • Uso interno: Dilua uma gota em 120 ml de líquido (água, chá) e beba;
  • Manter em local fresco, longe da luz, ar e umidade.

Para garantir a beleza dos seus cabelos é importante saber usar os produtos certos para um tratamento adequado. É sempre bom consultar um médico antes de utilizar quaisquer produtos.


Precauções

É importante ter muito cuidado ao comprar seu óleos essenciais na Internet pelo ou Outras Plataformas ou ainda de outras marcas: Primeiro: Verifique a embalagem e certifique-se que não contém componentes sintéticos ou são falsos; Segundo: Compare a embalagem original dōTerra com a de outras plataformas Mercado Livre (alguns), Wish e outras), normalmente são falsificadas; Terceiro: Compare o preço, se está muito abaixo do valor oferecido pela , desconfie! Óleos Essenciais falsificados podem fazer mal à sua saúde. Somente os Óleos Essenciais da dōTerra® Brasil são 100% puros, naturais e biológicos, livres de quaisquer componentes artificiais e podem trazer todos esses benefícios indicados… Veja Vídeo e muito mais AQUI.

Os óleos essenciais dōTerra® Brasil são substâncias muito concentradas portanto utilize sempre diluído e, para aplicar diretamente sobre a pele use um óleo carreador, um óleo vegetal (por exemplo, óleo de coco fracionado). Pode ocorrer irritação e reações alérgicas em pessoas pré-dispostas, assim se tiver alguma vermelhidão ou irritação após o uso tópico de óleos essenciais, aplique um óleo vegetal  na zona afetada. Mantenha fora do alcance de crianças. Em caso de gravidez ou em caso de tratamento, consulte seu médico. Evite contato com os olhos e áreas sensíveis. Não usar no rosto de bebês e crianças. Em caso de contato com os olhos, enxágue com óleo vegetal em abundância. Em caso de irritação, descontinue o uso e procure um médico. Mantenha o produto ao abrigo da luz e do calor.
O fator mais importante seja lembrar para não haver exposição ao sol e a raios UV por até 12 horas após a aplicação do óleo, por riscos de manchas na pele e queimaduras. Por isso, utilize a noite ou se você tiver 100% de certeza que não sairá ao sol depois de aplicar na pele.
As informações fornecidas nesta não pretendem ser um substituto, nem substituem, o conselho médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Não despreze, evite ou retarde a obtenção de aconselhamento por um profissional de saúde qualificado devido a algo que pode ter lido no site. A informação aqui disposta não consubstancia prática clínica ou prestação de cuidados médicos.

CLIQUE AQUI. CPTG = Certified Pure Therapeutic Grade (Certificado de Pureza e Grau Terapêutico)

Todos os lotes de óleo essencial são testados por uma entidade independente, o Aromatic Plant Research Center.
Pode consultar AQUI o relatório de qualidade do óleo que adquiriu. CPTG = Certified Pure Therapeutic Grade. Pode ser usado de forma aromática (aromático) Diluir antes de usar topicamente (diluir) Pode ser usado topicamente (tópico)  Pode ser usado sem diluição (limpo)

Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza.

I Timóteo 4:12
19/02/2021

S.O.S. Xingú – Usina de Belo Monte

A Usina Hidrelétrica de Belo Monte é uma central hidrelétrica a ser construída no Rio Xingu, no estado brasileiro do Pará, nas proximidades da cidade de Altamira.

Usina de Belo Monte

Sua potência instalada será de 11.233 MW; Mas, por operar com reservatório muito reduzido, deverá produzir efetivamente cerca de 4.500 MW (39,5 TWh por ano) em média ao longo do ano, o que representa aproximadamente 10% do consumo nacional (388 TWh em 2009). Em potência instalada, a usina de Belo Monte será a terceira maior hidrelétrica do mundo, atrás apenas da chinesa Três Gargantas (20.300 MW) e da brasileira e paraguaia Itaipu (14.000 MW); E será a maior usina hidrelétrica inteiramente brasileira.

O lago da usina terá uma área de 516 km² (1/10.000 da área da Amazônia Legal), ou seja 0,046 km² por MW instalado e 0,115 km² por MW efetivo. Seu custo é estimado em R$ 30 bilhões (2010), ou seja R$ 2,68 milhões por MW instalado e R$ 6,79 milhões por MW efetivo. O leilão para construção e operação da usina foi realizado em abril de 2010 e vencido pelo Consórcio Norte Energia. O contrato de concessão foi assinado em 26 de agosto do mesmo ano e o de obras civis em 18 de fevereiro de 2011. A usina está prevista para entrar em funcionamento em 2016.

Desde seu início, o projeto de Belo Monte encontrou forte oposição de ambientalistas brasileiros e internacionais e de algumas comunidades indígenas locais. Essa pressão levou a sucessivas reduções do escopo do projeto, que originalmente previa outras barragens rio acima e uma área alagada total muito maior. Em 2008, o CNPE decidiu que Belo Monte será a única usina hidrelétrica do Rio Xingu.

Não quero me estender, mas vou deixar apenas algumas perguntas no ar:
“Ora, se a Usina de Belo Monte vai sei a terceira maior Usina Nuclear do Mundo, então de que adianta este título se ela produzirá apenas 30% de sua capacidade?”
Todos sabemos que naquela região 2/3 do ano tem escassez de água, ou seja durante 8 meses do ano.
E os 80% de impostos que estão embutidos neste custo, ou seja 24 milhões, quem vai pagar? Eu?, Você, Quem?
E o Parque Nacional do Xingú? Vamos simplesmente alagar 640Km2 de Floresta Amazônica, com seus povos, os índios e os ribeirinhos?
E os nossos Índios? Eles já estavam lá antes! É justo, só porquê pensamos [ou melhor, alguns pensam] em progresso?
Mais uma pergunta: E por que não energias renováveis como a eólica ou solar, já que a produção será tão pequena, apenas 10% do consumo do País?

Rio Xingú - Xingu River

O projeto prevê a construção de uma barragem principal no Rio Xingu, localizada a 40 km abaixo da cidade de Altamira, no Sítio Pimental, formando o Reservatório do Xingu. A partir deste reservatório, parte da água será desviada por um canal de derivação de 20 km de comprimento para um Reservatório Intermediário, localizado a aproximadamente 50 km de Altamira na região cercada pela Grande Volta do Xingu. (O projeto originalmente previa dois canais de derivação, mas foi alterado para um canal apenas em 2009.) Este reservatório será criado fechando os escoadouros da região por 27 diques menores. A área total dos reservatórios será de 516 km2, dividida entre os municípios de Vitória do Xingu (248 km2), Brasil Novo (0,5 km2) e Altamira (267 km2). A área a ser alagada é apenas parte desse total, pois este inclui a calha atual do Rio Xingu.

Piracema - Rio Xingú - Xingu River

O vertedouro principal ficará na barragem do sítio Pimental; terá 20 comportas de 20 m × 22,3 m, com vazão máxima total de 62.000 m³/s. Nesse local está prevista também uma escada para peixes para permitir a piracema*. (O projeto original previa um vertedouro complementar no Sítio Bela Vista, entre o Reservatório Intermediário e o Xingu, que foi eliminado em 2009.)

A usina terá duas casas de força. A casa de força principal será construída no Sítio Belo Monte, pouco a montante da vila de mesmo nome. Ela terá 11 turbina hidráulicas tipo Francis com potência instalada total de 11 mil MW e vazão total de 13.950 m³/s. Embora a barragem principal tenha apenas 35 m de altura, o declive natural do rio no trecho de vazão reduzida faz com que a queda líquida (o desnível total da água entre os reservatórios e a saída das turbinas) seja de 87 m. A casa de força complementar será construída junto à barragem principal, e terá seis turbinas de tipo bulbo com potência total instalada de 233,1 MW, queda líquida de 11,4 m e vazão total turbinada de 2268 m³/s.

O trecho de cerca 100 km do Rio Xingu entre o Reservatório do Xingu e a casa de força principal terá a vazão reduzida em decorrência do desvio pelo canal. Foi estabelecido um hidrograma para a operação da barragem que garante para este trecho de vazão reduzida um nível mínimo da água, variável ao longo do ano, a fim de assegurar a navegabilidade do rio e condições satisfatórias para a vida aquática.

Piracema* é o nome dado ao período de desova dos peixes, quando eles sobem os rios até suas nascentes para desovar. O termo tem origem na língua tupi e significa “saída de peixe”, através da junção dos termos pirá (“peixe”) e sem (“sair”).
Piracema é o período de reprodução dos peixes que ocorre entre os meses de outubro a março. Os peixes que migram para reprodução precisam nadar contra a correnteza em uma subida árdua até as cabeceiras dos rios, para se reproduzirem. Mas hoje em dia as pessoas não estão deixando isso acontecer, pois eles aproveitam a oportunidade e pescam ilegalmente e agora também a Usina de Belo Monte prejudicará grandemente também esse fenômeno.

Piracema - Rio Xingú - Xingu River

Durante este evento, os peixes gastam muita energia, o que contribui para queima de gordura acumulada no corpo. A glândula hipófise, existente na base do cérebro, é estimulada e desenvolve hormônios, incluindo os responsáveis pela reprodução.
Fatores como temperatura da água (entre 26 e 28 graus), enxurradas causadas por chuvas que aumenta o nível da água, e a ampliação da quantidade de horas de luz por dia, estimula a hipófise, órgão que comanda todo o processo de reprodução, a intensificar a produção de hormônios.
Na luta contra a correnteza, cada espécie de peixe necessita de um determinado espaço, chamado de amplitude migratória, para conseguirem chegar ao estágio de reprodução. Como exemplo, o peixe dourado (Salminus maxilosus), tem que nadar cerca de 500 km contra a corrente até a exaustão. Geralmente estes peixes encontram obstáculos muitas vezes fatais como barragem no leito de um rio, onde se lançam contra a parede e infelizmente morrem. Superando todos os desafios durante o percurso rumo à reprodução da vida, em exaustão, as fêmeas amadurecem os hormônios e liberam os ovos na água, enquanto os machos derramam o sêmen. Acontece então a fecundação.
Os ovos lançados pelas fêmeas variam entre as espécies. Uma fêmea de dourado que pese dez quilos pode desovar um milhão e quinhentas mil ovas. Levados pela correnteza, os ovos fecundados eclodem (nascimento dos peixes) cerca de 20 horas após a desova. Os alevinos (larvas de peixes) nascem com uma reserva de nutrientes (saco vitelino) que dura nos dois a três primeiros dias de vida. Através da correnteza serão levados para as lagoas marginais, ficando ali pelo prazo de um ano, até a próxima cheia, quando estes peixes, agora jovens, voltam para o leito do rio. Com o passar dos anos e atingindo o grau de maturação para reprodução, repetirão o mesmo ciclo de seus pais. O ciclo de reprodução dos peixes de piracema acontece todos os anos e representa um exemplo de luta pela vida. Os peixes que não migram, não amadurecem seu processo hormonal e consequentemente não se reproduzem, o que não contribui para a perpetuação da vida.

A pesca durante o período da piracema é crime, e quem cometer este ato e for flagrado poderá ser preso e pagar multa de R$ 700,00. Por cada quilo de peixe apreendido, pagará ainda uma multa de R$ 10,00 (com a legislação desta data 2014). Através destas medidas, evita-se o desequilíbrio ecológico nos rios.

Impacto da obra

Greenpeace fez protesto no dia da realização do leilão. A construção da usina tem opiniões conflitantes. As organizações sociais têm convicção de que o projeto tem graves problemas e lacunas na sua formação.

Índios do Xingú

O movimento contrário à obra, encabeçado por ambientalistas e acadêmicos, defende que a construção da hidrelétrica irá provocar a alteração do regime de escoamento do rio, com redução do fluxo de água, afetando a flora e fauna locais e introduzindo diversos impactos socioeconômicos. Um estudo formado por 40 especialistas e 230 páginas defende que a usina não é viável dos pontos de vista social e ambiental.

Outro argumento é o fato de que a obra irá inundar permanentemente os igarapés Altamira e Ambé, que cortam a cidade de Altamira, e parte da área rural de Vitória do Xingu. A vazão da água a jusante do barramento do rio em Volta Grande do Xingu será reduzida e o transporte fluvial até o Rio Bacajá (um dos afluentes da margem direita do Xingu) será interrompido. Atualmente, este é o único meio de transporte para comunidades ribeirinhas e indígenas chegarem até Altamira, onde encontram médicos, dentistas e fazem seus negócios, como a venda de peixes e castanhas.

Índias do Xingú

A alteração da vazão do rio, segundo os especialistas, altera todo o ciclo ecológico da região afetada que está condicionado ao regime de secas e cheias. A obra irá gerar regimes hidrológicos distintos para o rio. A região permanentemente alagada deverá impactar na vida de árvores, cujas raízes irão apodrecer. Estas árvores são a base da dieta de muitos peixes. Além disto, muitos peixes fazem a desova no regime de cheias, portanto, estima-se que na região seca haverá a redução nas espécies de peixes, impactando na pesca como atividade econômica e de subsistência de povos indígenas e ribeirinhos da região. De resto, as análises sobre o Estudo de Impacto Ambiental de Belo Monte feitas pelo Painel de Especialistas, que reúne pesquisadores e pesquisadoras de renomadas universidades do país, apontam que a construção da hidrelétrica vai implicar um caos social que seria causado pela migração de mais de 100 mil pessoas para a região e pelo deslocamento forçado de mais de 20 mil pessoas. Tais impactos, segundo o Painel, são acrescidos pela subestimação da população atingida e pela subestimação da área diretamente afetada.

Segundo documento do Centro de Estudos da Consultoria do Senado, que atende políticos da Casa, o potencial hidrelétrico do país é subutilizado e tem o duplo efeito perverso de levar ao uso substituto da energia termoelétrica – considerada “energia suja” e de gerar tarifas mais caras para os usuários, embora o uso da energia eólica não tenha sido citada no relatório. Por outro lado, o Ministério de Minas e Energia defende o uso das termoelétricas para garantir o fornecimento, especialmente em períodos de escassez de outras fontes.

O caso de Belo Monte envolve a construção de uma usina sem reservatório e que dependerá da sazonalidade das chuvas. Por isso, para alguns críticos, em época de cheia a usina deverá operar com metade da capacidade, mas, em tempo de seca, a geração pode ir um pouco abaixo de 4,5 mil MW, o que somado aos vários passivos sociais e ambientais coloca em xeque a viabilidade econômica do projeto.

Cronologia

1975 – Iniciado os Estudos de Inventário Hidrelétrico da Bacia Hidrográfica do Rio Xingu.

1980 – A Eletronorte começa a fazer estudos de viabilidade técnica e econômica do chamado Complexo Hidrelétrico de Altamira, formado pelas usinas de Babaquara e Kararaô.

1989 – Durante o 1º Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, realizado em fevereiro em Altamira (PA), a índia Tuíra, em sinal de protesto, levanta-se da plateia e encosta a lâmina de seu facão no rosto do presidente da Eletronorte, José Antônio Muniz, que fala sobre a construção da usina Kararaô (atual Belo Monte). A cena é reproduzida em jornais e torna-se histórica. O encontro teve a presença do cantor Sting. O nome Kararaô foi alterado para Belo Monte em sinal de respeito aos índios.

1994 – O projeto é remodelado para tentar agradar ambientalistas e investidores estrangeiros. Uma das mudanças preserva a Área Indígena Paquiçamba de inundação.

2001 – Divulgado um plano de emergência de US$ 30 bilhões para aumentar a oferta de energia no país, o que inclui a construção de 15 usinas hidrelétricas, entre elas Belo Monte. A Justiça Federal determina a suspensão dos Estudos de Impacto Ambiental (EIA) da usina.

2002 – Contratada uma consultoria para definir a forma de venda do projeto de Belo Monte. O presidente Fernando Henrique Cardoso critica ambientalistas e diz que a oposição à construção de usinas hidrelétricas atrapalha o País. O candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva lança um documento intitulado O Lugar da Amazônia no Desenvolvimento do Brasil, que cita Belo Monte e especifica que “a matriz energética brasileira, que se apoia basicamente na hidroeletricidade, com mega-obras de represamento de rios, tem afetado a Bacia Amazônica”.

2006 – O processo de análise do empreendimento é suspenso e impede que os estudos sobre os impactos ambientais da hidrelétrica prossigam até que os índios afetados pela obra fossem ouvidos pelo Congresso Nacional.

2007 – Durante o Encontro Xingu para Sempre, índios entram em confronto com o responsável pelos estudos ambientais da hidrelétrica, Paulo Fernando Rezende, que recebe um corte no braço. Após o evento, o movimento elabora e divulga a Carta Xingu Vivo para Sempre, que especifica as ameaças ao Rio Xingu e apresenta um projeto de desenvolvimento para a região e exige sua implementação das autoridades públicas. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, de Brasília, autoriza a participação das empreiteiras Camargo Corrêa, Norberto Odebrecht e Andrade Gutierrez nos estudos de impacto ambiental da usina.

2009 – A Justiça Federal suspende licenciamento e determina novas audiências para Belo Monte, conforme pedido do Ministério Público. O IBAMA volta a analisar o projeto e o governo depende do licenciamento ambiental para poder realizar o leilão de concessão do projeto da hidrelétrica, previsto para 21 de dezembro. O secretário do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmerman, propõe que o leilão seja adiado para janeiro de 2010.

2010 – A licença é publicada em 1º de fevereiro. O leilão é realizado em 20 de abril, sendo vencedora o Consórcio Norte Energia S/A com lance de R$ 77,00 por MWh. Em 26 de agosto é assinado o contrato de concessão.

2011 – Em 26 de janeiro, o IBAMA concede à Norte Energia uma licença válida por 360 dias para a construção da infraestrutura que antecede a construção da usina. Em 18 de fevereiro é assinado o contrato das obras civis. Em 01 de junho o IBAMA concede a licença de instalação.

Custo Final de R$ 16 bilhões para R$ 30 bilhões

Usina de Belo Monte

A usina de Belo Monte foi orçada inicialmente em R$ 16 bilhões, mas o seu custo final superou os R$ 30 bilhões. Isso porque não desviaram somente o curso natural do Rio Xingu para a sua construção, como também parte dos recursos destinados às obras: em julho deste ano, executivos da Andrade Gutierrez revelaram que as empreiteiras contratadas acertaram o pagamento de R$ 150 milhões em propina, 1% do que ganhariam, para abastecer as campanhas eleitorais do PT e do PMDB. A mais recente novidade chegou este mês: o Tribunal de Contas da União divulgou que houve um superfaturamento de R$ 3,2 bilhões na construção.

Também nenhuma das medidas exigidas por contrato para reduzir os impactos socioambientais foi aplicada integralmente. O Ministério Público Federal chegou a acusar o governo brasileiro e a empresa Norte Energia, responsável pela construção e operação da hidrelétrica, de etnocídio contra sete grupos indígenas.

Quando lançamos a campanha É a Gota D’Água, em novembro de 2011, houve quem dissesse que estávamos exagerando. Infelizmente o tempo não só nos deu razão, como mostrou que fomos até comedidos. Belo Monte é uma ferida aberta no coração da Amazônia. Ela sangra como que para nos lembrar de nossos pecados. Em fevereiro deste ano, sua primeira turbina começou a funcionar. Mas os prejuízos que a construção da hidrelétrica causou à região do Xingu, aos cofres públicos e ao planeta ainda não foram totalmente contabilizados. Que nos sirva de lição para que não repitamos o erro.

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.

Hebreus 11:1