Eleições Futuras – Casa dos Presidenciáveis

04/05/2021

Eleições Futuras – Casa dos Presidenciáveis

Apoie Essa Ideia

Vejam só que ideia bem sacada… Divulgue, a seus amigos!

Ao invés de termos horário eleitoral gratuito este ano, alguém podia inventar a “Casa dos Presidenciáveis“. Todos os candidatos às eleições, juntos em uma casa, com transmissão 24 horas por dia nos canais da TV (paga e aberta) e com os melhores momentos passando todos os dias, em programas de 45 minutos.

Poderíamos estar votando pela internet ou por telefone (bastava discar um número e dizer o seu título de eleitor) e, no final, o candidato que restasse “ganhava” a Presidência do Brasil.

Assim conheceríamos os candidatos como realmente são – ninguém conseguiria ficar dois meses inteiros “fingindo” (nem mesmo eles).

Haveriam tarefas a cumprir como:
Cultivar uma horta, dividir as tarefas de limpeza da casa, teriam de fazer compras para se sustentarem com base em 1 salário mínimo por mês (terão de comer, pagar o aluguel da casa e as taxas de água, luz e impostos), de vez em quando colocariam uma criança a mais que seria de responsabilidade deles e eles teriam de mantê-la… como já faz o povo.

Mas, também teriam a regalia de uma cesta básica caso cumprissem tarefas como distribuir os quartos entre as pessoas (seria difícil sem ter parentes para isto, aqui seria necessário usar o “cabide”), trabalhar um pouco como desenvolver plano de crescimento social e econômico, evitar a tomada de terras por sem terras e outros tipos de sem vergonhas que já possuem terras e são donos da metade do Brasil, exercícios de como reduzir impostos, e o jogo da verdade então, seria o máximo, etc.

Algo que testasse na prática e em escala menor como eles resolveriam problemas que atravancam o País (não vale suicídio).

Também seria bom para sentirem na pele o que o povo sente. A “casa” estaria dentro do programa de racionamento de energia e sofreria “apagões” programados. Faltaria água (também de forma controlada). Seriam atacados por transmissores de dengue, a “casa” receberia inundações ocasionais onde eles teriam de levantar os móveis como camas, armários e TVs e continuariam na casa. Claro, se não perdessem todos os móveis e tivessem que passar sem eles. Mas havia outra maneira com o salário mínimo que recebessem comprariam outros em 36 parcelas fixas nas Lojas Marabrás ou nas Casas Bahia, com exceção das TVs que ganhariam vendendo cotas de patrocínio e merchandising na “casa”. A população, pela sua curiosidade mórbida e por não ter nada melhor (ou pior) para ver ia acabar assistindo.

O programa poderia ser apresentado pelo Silvio Santos. Isso se ele não quisesse concorrer à presidência. Nesse caso, o Bóris Casoy poderia ser o âncora (já pensaram nos comentários dele?).

E o melhor é que, se um deles topasse ir, os outros acabariam indo. Por isso vamos nos unir e lançar a campanha: Eleição é na “Casa dos Presidenciáveis”! Imaginem que show seria! Teríamos realmente o que ver de bom na Televisão.

Porque está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua louvará a Deus. Assim, pois, cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.

Romanos 14:11-12

Deixe um comentário