Blue-Ray DVD

22/04/2021

Blue-Ray DVD

Blue-Ray… novo padrão para substituto do DVD?

Raio Laser Azul

Os principais fabricantes de equipamentos eletrônicos (Hitachi, LG, Matsushita, Pioneer, Philips, Samsung, Sharp, Sony e Thomson Multimedia) acabam de anunciar em Tóquio, Japão, um novo disco óptico que possivelmente será o sucessor do DVD, o Blue-Ray.

Este disco será capaz de armazenar 27 GB em apenas uma camada, ou seja, quase seis vezes mais que DVD, que pode armazenar no máximo 4,7 GB em uma camada. Lembre-se que o DVD possui em cada lado do disco duas camadas, uma camada capaz de armazenar 4,7 GB e outra camada capaz de armazenar 3,8 GB, um total de 8,5 GB em cada lado do DVD, ou seja, o DVD pode armazenar no máximo 17 GB, o que corresponde a 8 horas de vídeo.

Segundo a Sony, o Blue-Ray também irá suportar uma segunda camada com 23 GB, aumentando a sua capacidade para 50 GB em cada lado do disco, ou seja, um total de 100 GB, o que corresponde a 47 horas de vídeo.

Fisicamente o Blue-Ray possui o mesmo tamanho do DVD e do CD-ROM, mas para evitar que a sua superfície sofra algum tipo de dano (riscos, manchas e etc…), este disco será protegido com um cartucho, parecido com o do disquete de 1,44 MB.

O segredo para aumentar a capacidade deste disco, sem aumentar fisicamente o seu tamanho, é a utilização do raio laser azul, que possui uma precisão maior que a do raio laser vermelho, utilizado atualmente pelo DVD e o CD-ROM.

O Blue-Ray deve ser disponibilizado no mercado no começo de 2003, vindo para substituir o DVD. Sinceramente não sei como vai ser a sua aceitação no mercado, mas é muito provável que o DVD continue dominando o mercado por muito tempo, pois 8 horas de vídeo é mais do que o suficiente para 99,9 % dos filmes. O Blue-Ray poderia ser uma boa opção para os fabricantes de software, mas também considero difícil, pois ainda é muito raro uma empresa disponibilizar algum software para DVD. Enfim, com o apoio dos principais fabricantes de equipamentos eletrônicos, o Blue-Ray tem tudo para conseguir o seu espaço no mercado, mas é muito provável que isto demore bastante

Já temos o disco blu-ray, também conhecido como BD (de Blu-ray Disc) é um formato de disco óptico com 12 cm de diâmetro e 1,2 mm de espessura (igual ao CD e ao DVD) para vídeo e áudio de alta definição e armazenamento de dados de alta densidade. É uma alternativa ao DVD e é capaz de armazenar filmes até 1080p Full HD de até 4 horas em compressão com perda de dados. Requer uma TV Full HD de LCD, plasma ou LED para explorar todo seu potencial.

Blu-ray obteve o seu nome a partir da cor azul do raio laser (“blue ray” em inglês significa “raio azul”). A letra “e” da palavra original “blue” foi eliminada porque em alguns países não se pode registrar uma palavra comum em forma de um nome comercial. Este raio azul mostra um comprimento de onda curta de 405 nm e conjuntamente com outras técnicas, permite armazenar substancialmente mais dados que um DVD ou um CD. A Blu-ray Disc Association (BDA) é responsável pelos padrões e o desenvolvimento do disco Blu-ray e foi criada pela Sony, Panasonic, Pioneer e Philips.

Mas, nem tudo é boa notícia: Em junho de 2011, o analista do The NPD Group, Russ Crupnick disse que “o mercado de vídeo em disco físico foi um pouco decepcionante.” Em 2014 a Time listou o Blu-ray em “5 produtos tecnológicos que serão mortos em 5 anos”. Em 2016 os DVDs e Blu-rays deixaram de ser o meio mais lucrativo para distribuição de vídeo nos Estados Unidos e 2017 no Reino Unido, sendo sucedido pela mídia digital e streaming.

O Mago Showy Software

Os sábios herdarão honra, mas a exaltação dos loucos se converte em ignomínia.

Provérbios 3:33-35

Deixe um comentário