Tag: tecnologia e computação

01/04/2021

Facebook Nova Forma de Ganhar Dinheiro

Facebook Libera Anúncios em Vídeos

Entenda o que são Ad Breaks e como ganhar dinheiro com vídeos no Facebook

Facebook inaugurou um novo formato de publicidade para monetização de vídeos, chamado de Ad Break. A novidade chegou ao Brasil nesta quarta-feira (13) e consiste em propagandas curtas em vídeos que tenham pelo menos três minutos de duração. A ferramenta permite que criadores de conteúdo e publishers (empresas de mídia) ganhem dinheiro com anúncios em seus próprios vídeos postados na rede social e concorre diretamente com as propagandas do YouTube, que é a forma como os Youtubers lucram na Internet hoje em dia.

A nova modalidade de monetização oferece três formatos de anúncios: publicidade em vídeo antes ou durante o conteúdo, ou como banner logo abaixo do post. Os produtores podem escolher o momento do intervalo comercial, ou permitir configuração automática da publicidade. Os produtores recebem 55% da receita do anúncio por visualização do Ad Break. Alguns dos pré-requisitos para usar a ferramenta são ter uma página com mais de 10 mil seguidores e estar de acordo com os Padrões de Qualificação para Monetização do Facebook.

Como Facebook ganha dinheiro? Perguntas e respostas sobre a rede social.

Como funciona o Ad Break

Os Ad Breaks têm três formatos diferentes: anúncios exibidos durante o vídeo, propagandas antes do início ou banner abaixo do player. Os usuários conseguirão assistir ao vídeo apenas após visualizarem o anúncio por completo. Os produtores podem escolher em que momento do vídeo serão inseridos até dez anúncios por post, ou deixar que o Facebook selecione de forma automática os intervalos das propagandas. Os criadores têm a opção de desativar os intervalos comerciais em qualquer um de seus vídeos.

Os criadores também têm autonomia para escolher as marcas presentes nos anúncios, ou seja, eles podem criar listas de bloqueio para determinados anunciantes ou categorias de publicidade. Os produtores também podem enviar seu conteúdo para análise antecipada da rede social, o que pode facilitar a monetização do vídeo logo após a postagem.

Para adicionar o Ad Break, a página precisa ter mais de 10 mil seguidores no Facebook; ter reunido nos últimos dois meses 30 mil visualizações de pelo menos um minuto em vídeos de três minutos; e respeitar as regras presentes nos Padrões de Qualificação para Monetização da rede social.

Entre o conjunto de normas está não divulgar informação incorreta ou notícia falsa. Então produtores que compartilham conteúdo sensacionalista (clickbait ou “caça-clique”) não podem usar os Ad Breaks para a monetização. É possível verificar se a sua página se encaixa nos pré-requisitos em facebook.com/business/m/join-ad-breaks.

Os criadores também têm autonomia para escolher as marcas presentes nos anúncios, ou seja, eles podem criar listas de bloqueio para determinados anunciantes ou categorias de publicidade. Os produtores também podem enviar seu conteúdo para análise antecipada da rede social, o que pode facilitar a monetização do vídeo logo após a postagem.

Para adicionar o Ad Break, a página precisa ter mais de 10 mil seguidores no Facebook; ter reunido nos últimos dois meses 30 mil visualizações de pelo menos um minuto em vídeos de três minutos; e respeitar as regras presentes nos Padrões de Qualificação para Monetização da rede social.

Entre o conjunto de normas está não divulgar informação incorreta ou notícia falsa. Então produtores que compartilham conteúdo sensacionalista (clickbait ou “caça-clique”) não podem usar os Ad Breaks para a monetização. É possível verificar se a sua página se encaixa nos pré-requisitos em https://www.facebook.com/creators/tools/in-stream-ads.

Outras formas de monetização

No começo de 2018, o Facebook começou a testar diversas formas de monetização para criadores de conteúdo. O formato permite que o público contribua todo mês com uma quantia, como se fosse uma assinatura paga para o dono do vídeo. Entre os benefícios, por exemplo, está o acesso a conteúdos exclusivos. Além disso, a rede social criou uma nova ferramenta capaz de aproximar os produtores e marcas para facilitar acordos de parcerias de conteúdo patrocinado.

Outro recurso lançado pelo Facebook em 2018 foi a plataforma Level Up. Ela permite que os criadores de conteúdo ganhem dinheiro com transmissões ao vivo de jogos no Brasil. O formato de monetização funciona da seguinte forma: os usuários enviam a quantidade de estrelas que deseja via chat no streaming e a rede social paga ao produtor US$ 0,01 (cerca de R$ 0,04) por cada estrela recebida.

Segundo a Diretora de Monetização de Media do Facebook Kate Orseth, o lançamento do Facebook Watch (feed exclusivo de vídeos) no Brasil em agosto também foi um investimento na monetização de conteúdo audiovisual na rede social: “Nosso objetivo era fazer do Watch um lugar onde todos os criadores e publishers pudessem encontrar uma audiência e ganhar dinheiro pelo seu trabalho. Nos últimos meses, estivemos focados em disponibilizar os Ad Breaks ao redor do mundo e estamos agora entusiasmados em anunciar que, a partir de hoje, os Ad Breaks estão disponíveis no país”.

Louvai ao Senhor! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder! Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza!

Salmos 150:1-2
31/03/2021

Google Ads: Como Conseguir o Cupom de Desconto R$ 100,00

Quer aprender como criar uma conta no Google ads e como conseguir um cupom de desconto do Google Ads de R$ 100,00 para fazer os primeiros anúncios e sentir aquele gostinho de primeiras vendas caso você seja o próprio empreendedor, mas se for utilizar para um amigo ou até para um cliente, será ótimo, assim… tenho certeza que esse artigo irá te ajudar muito.

Google Ads: Como Conseguir o Cupom de Desconto R$ 100,00

Como Conseguir Cupom de Desconto e Como Criar uma Conta no Google Ads

Muitas pessoas comentam sobre a dificuldade em achar um Cupom de Desconto do Google Ads, seja pesquisando por vídeos, páginas ou postagens como esta. Mas estes problemas acabaram porque agora vou mostrar na prática como conseguir encontrar e também vou explicar como funcionam os cupons Google, bem como quais são as regras para você conseguir receber esse crédito do Google em sua campanha.

Então Qual o Primeiro Passo?

O primeiro passo para conseguir uma conta no Google Ads e conseguir o seu cupom de desconto, é ter primeiro um Gmail (o e-mail do Google). Caso você não tenha, pode criar uma conta clicando aqui, é rápido. Quem já tem, mas esta conta precisa ter menos de 15 dias de criada, assim, pode seguir ao próximo passo.

Pegando o Cupom de Desconto Google Ads

O próximo passo é pegar o cupom de desconto Google Ads. Você pode fazer isso buscando por ele na barra de pesquisa do Google ou clicando aqui para ser direcionado. Caso não abra direto, você pode clicar no link abaixo ou copiar e colar no seu navegador.

https://ads.google.com/intl/pt-BR_br/getstarted/

Ele abrirá uma aba com tela do Google Ads para você, tal como esta a figura abaixo:

Google Ads: Como Conseguir o Cupom de Desconto R$ 100,00

Role para baixo e insira o Gmail que você já tinha (com menos de 15 dias de criado) ou que criou agora. Será nele que irá receber o seu código do cupom.

Google Ads: Como Conseguir o Cupom de Desconto R$ 100,00

Depois que você colocar seu e-mail, basta clicar em “não sou um robô” e depois em “receber cupom”. Ele pode pedir para que clique em algumas imagens, por questão de segurança.

Pronto, irá aparecer uma outra tela, com um botão em azul escrito “comece agora”, como na figura abaixo, clique nele.

Google Ads: Como Conseguir o Cupom de Desconto R$ 100,00

Ele carregará uma nova página para iniciar seu anúncio. Mas caso não queira criar sua conta Google Ads nesse momento. Então acesso seu e-mail, cheque se o Cupom já chegou, salve-o. e quando quiser criar sua conta Google Ads e configurar, basta retomar do item anterior.

Como Criar uma Conta no Google Ads?

Informação: Ao clicar e ser redirecionado, se você está criando sua conta e ela é nova no Google Ads, verá um layout diferente, ou seja para iniciantes, mas existem algumas opções, e uma delas mais abaixo é “alternar para o modo especialista”. que é o modo bem melhor mais completo para criação de uma Campanha Google Ads.

Depois disso, carregará uma página com novas opções, pedindo que você crie uma campanha, porém, não iremos criar a campanha agora, iremos apenas ver como criar uma conta cimples no Google Ads.

Voltando a tela das opções, você irá escolher uma opção em azul na parte debaixo da tela de “criar uma conta sem campanha”. As informações de país altere para Brasil, telefone e outros você pode deixar como está e clicar em “enviar”.

Parabéns, está tudo pronto e você conseguir seguir os passos de como criar uma conta no Google Ads e agora, sua conta já está criada.

Como Instalar o Cupom de Desconto Google Ads?

Com sua conta já criada, vou te ensinar agora como instalar o Cupom de Desconto Google Ads. O primeiro passo é conferir se o código do desconto já chegou em seu Gmail. Abra o e-mail recebido (aquele que você salvou) e abaixo da frase “Receba R$ 100,00 em crédito da Google Ads”, onde terá um código ( parecido com este 6ULR7LXUKWAGHT ) e o copie.

Google Ads: Como Conseguir o Cupom de Desconto R$ 100,00

Voltando a sua conta do Google Ads, siga estes passos:

  • Clique em “ferramentas e configurações”;
  • Depois em “promoções”;
  • Em seguida carregará uma tela solicitando seus dados pessoas, você deve fazer esse preenchimento completo;
  • Nas formas de pagamento selecione e coloque os dados do seu cartão ou escolha a opção de boleto bancário.  [importante lembrar que se optar por pagamentos manuais (boleto bancário), ao acabar o crédito e você não recarregar, o Google pausará sua(s) campanha(s)]
  • Selecione o valor que quer comprar de anúncios;
  • Depois de preenchidas todas as informações, clique para aceitar os “termos e condições”;
  • Por fim, clique em continuar;
  • Abrirá uma tela de faturamento e pagamentos, no canto inferior esquerdo haverá um botão de “promoções”, clique nele;
  • Nessa tela que abrirá será onde você irá colar o código Google Ads que recebeu por e-mail;
  • Pronto, o seu cupom já está aplicado!

Regras Para o Uso do Cupom de Desconto Google Ads

Na próxima página, haverá uma mensagem explicando: “Ganhe R$ 100,00 pelo que você gastar no Google Ads durante 31 dias”.

Ou seja, vai funcionar da seguinte forma:- primeiro você precisa gastar R$ 100,00, depois desse valor gasto e passado o período de 31 dias, o Google te dará seu crédito.

Na página em que está, há uma barra que conforme você for gastando em seus anúncios, ela irá preenchendo aos poucos e quando ela encher totalmente é que você vai receber o crédito dos R$ 100,00 que conseguiu.

E agora que você já está com a sua conta criada e com o cupom de desconto de R$ 100,00 do Google Ads instalado ali na sua conta, basta prosseguir com a criação da campanha normalmente.

O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele confiou o meu coração, e fui socorrido; pelo que o meu coração salta de prazer, e com o meu cântico o louvarei.

Salmos 28:7
03/03/2021

Principais Benefícios de Anunciar no Google Ads

O Google Ads vai permitir métricas precisas e alcance ilimitado.

São inúmeros os benefícios encontrados nesta ferramenta, mas vou destacar pra você as que eu considero de maior importância.

A partir do momento que você faz seu login no Google Ads, você percebe a extensão que ele oferece. Você vai poder fazer anúncios em textos, responsivos, vídeos, gráficos ou anúncios em aplicativos.

E essa é uma característica excelente! Independe do público-alvo, pois para cada um existe o canal correto.

Outro excelente benefício é o de poder escolher se o seu anúncio vai buscar os possíveis clientes da sua região, do seu estado ou do seu país.

E você ainda vai poder acompanhar as métricas, tais como:

Desempenho de anúncios

Nessa opção, será possível saber o número de pessoas que visualizaram seu anúncio, e até mesmo estudar o perfil do cliente que mais tem a ver com sua campanha.

Testar anúncios

Aqui você poderá testar o que está e o que não está funcionando. Poderá fazer algumas alterações na campanha e acompanhar se geraram resultados.

Controlar o orçamento

Sempre que você sentir necessidade, vai poder fazer ajustes no orçamento. E ainda, se for o caso, poderá encerrar a campanha sem que, para isso, tenha que pagar algum tipo de taxa.

Vejamos outros benefícios?

Potencial

Eu sei e você também deve saber disso, mas vale ressaltar que o Google é a principal ferramenta de buscas do mundo.

Provavelmente, no seu cotidiano, quando alguém faz uma pergunta que você não sabe a resposta, você comenta algo do tipo: “Pesquisa no Google”.

Você já  parou para pensar em quantas vezes você já falou isso nos últimos cinco anos?

Então analisemos: A pessoa quer aprender como fazer um bolo de chocolate. Ela vai até o computador ou smartphone, entra no Google e pesquisa “receita de bolo de chocolate”. Percebeu?

O usuário está falando o que ele quer! Olha que grande vantagem têm as empresas que trabalham com ferramentas oferecidas pelo Google.

Seria como imaginar uma dessas tradicionais ruas de compras do Brasil, como a 25 de Março. Mas ao invés de vendedores gritando os produtos disponíveis, são usuários gritando: “Preciso disso”, “quem tem aquilo?”.

Cerca de 3,3 bilhões de buscas no Google são realizadas diariamente. Cem bilhões de buscas no Google são feitas todos os meses. Esses foram os dados revelados durante um evento para anunciantes do Google Adwords e que surpreendem se lembrarmos que mal temos 7,8 bilhões, em julho de 2020. As Nações Unidas estimam que a população humana chegará até 11,2 bilhões em 2100. Para se ter uma ideia, uma comparação: se alguém ganhasse 5 centavos por cada busca no site, essa pessoa estaria milionária em menos de 10 minutos.

Aqui no Brasil, a Google é responsável por quase 97% das buscas realizadas.

Imagino que independente do tamanho de sua empresa ou do segmento, você certamente já percebeu sua necessidade de estar na briga pelas posições desse ranking.

Google Ads e Palavras-chave ou Keyword

Os tipos de segmentação que o Google Ads oferece são dos mais variados, e os anúncios podem ser feitos no momento de maior interesse do público-alvo.

Esses detalhes fazem com que os anúncios sejam ainda mais eficazes.

Uma dessas formas acontece através das palavras-chave. O buscador vai disponibilizar anúncios e páginas que tenham a ver com a busca do usuário.

Outra maneira da palavra-chave ser utilizada é por meio das sugestões, que se baseiam em buscas já realizadas pelo usuário e mostram opções e assuntos semelhantes.

Essas informações ficam no histórico de navegação.

Segmentação por Tópicos e Canais

Você também vai encontrar a opção de escolher um tópico específico. Isso permite que você faça anúncios em sites que abordam esse mesmo tópico, direcionando o seu conteúdo para um público de real interesse.

Outra opção é a de escolher os sites mais acessados pela sua persona e colocar seus anúncios por lá.

Público-Alvo

Quando a empresa opta por este tipo de técnica, ela pode exibir seus anúncios em websites que não sejam diretamente ligados aos produtos e serviços oferecidos por ela, mas que tenham alguma relação com o seu público-alvo.

Local de Exibição do Anúncio

Você pode escolher em que local quer que os seus anúncios apareçam. Sites pessoais ou comerciais, por exemplo. Ou, também, ferramentas de buscas.

Idade, Local e Idioma

O público-alvo também poderá ser escolhido pela idade, pela localização geográfica e pelo idioma.

Programação (dias, horários e frequência)

Lembra que já falamos sobre os melhores horários para que as postagens atinjam o maior número de pessoas?

Pois então. Você poderá escolher os horários ou os dias da semana em que seus anúncios serão exibidos.

A frequência com que eles vão aparecer também pode ser escolhida antecipadamente.

Segmentação por Dispositivos

A plataforma permite que os anúncios sejam exibidos em computadores, smartphones, tablets e laptops, cabendo à empresa decidir em quais formatos ela quer que sejam incluídos.

Controle de Investimento

O controle dos investimentos que o Google Ads permite é muito satisfatório. Você pode decidir os investimentos que serão feitos por mês, por dia e até mesmo por campanha.

Também poderá configurar para que a cobrança seja feita após um determinado número de cliques ou apenas quando acontecer a conversão.

Também é possível optar pela cobrança por CPM.

Avaliação do ROI (Retorno sobre o Investimento)

Uma grande vantagem da plataforma é que o anunciante consegue informações importantes sobre como o público está reagindo diante de seus anúncios.

É possível saber quantos cliques foram dados, quantas impressões registradas e identificar os usuários que clicaram no anúncio e realizaram algum tipo de conversão.

A conversão pode ser o preenchimento de um formulário, que vai permitir que você envie algum material relevante para o usuário, realizar compras ou fazer o download de algum material ou aplicativo que sua marca ofereça. Tudo depende do objetivo da sua página.

Essa técnica de enviar material para determinado e-mail a partir de um formulário que foi preenchido permite o remarketing.

O importante é que todo o passo a passo poderá ser acompanhado, o que vai permitir que você saiba exatamente qual está sendo o seu ROI na plataforma Ads.

Você também vai poder contar com uma excelente precisão na hora de saber quais anúncios estão recebendo mais cliques, e quais não estão fazendo muito sucesso entre o público.

Os anúncios que estão obtendo resultados poderão ser sua prioridade, e os que não estão trazendo tanto retorno poderão passar por alguns testes, até que cheguem ao ponto certo para atrair seu público.

Ou, simplesmente, serem descontinuados. Essa decisão sempre vai partir do anunciante.

Com o Google Ads, você também pode ter o número de ligações feitas a partir de seu anúncio mobile, além de conhecer o custo necessário para que os anúncios comecem a gerar conversões.

E ainda vai lhe permitir colher informações valiosas sobre seu cliente como, por exemplo, quanto tempo foi necessário de pesquisa para decidir pela compra ou em que ponto da página o interesse começa a desaparecer.

Custo

Quando você faz uma comparação entre outras formas de publicidade com o Google Ads, percebe o quanto essa ferramenta é mais vantajosa.

Não só pelas inúmeras opções que oferece, mas também pelo investimento, significativamente mais baixo.

Para fazer essa análise, basta pensar no quanto seria necessário investir para lançar um anúncio em um grande portal, rádio, revistas, jornal, TV, outdoor, entre tantos outros.

Sem contar, é claro, que ter o controle exato do retorno obtido com as mídias citadas acima é uma tarefa quase impossível.

Agora imagine:

Você decidiu utilizar o Google Ads. Ótimo!

E esse “ótimo” é aqui mesmo, neste momento em que falamos sobre os custos, pois você pode começar com pouco investimento, aguardar a resposta do público, para então decidir se vai investir mais ou fazer alguma alteração.

Ok, eu já sei, você está pensando nisso a longo prazo.

Veja bem, com o passar do tempo, é natural que o valor do clique de determinadas palavras-chave aumentem um pouco.

Isso acontece à medida que aumenta o número de concorrentes. Mas eu continuo garantindo que, entre as opções que existem no mercado, essa é a melhor escolha.

Agora, preciso falar uma coisa importante para você. Está prestando atenção?

Vocês, aqui no Brasil, têm um comentário bem espirituoso quando questionados em relação ao problema de determinada coisa.

Já ouvi muitas vezes a resposta: “É culpa da pecinha que fica atrás”.

Quando você decidir promover sua marca através de anúncios, escolha alguém que saiba exatamente o que está fazendo. Que entenda do assunto. Escolha bem a sua pecinha.

Se for de outra maneira, pode acontecer de você investir uma grande quantia em um anúncio e ter poucos ou nenhum resultado.

Se você está lendo esse artigo, é porque certamente é uma pessoa que gosta de estudar muito bem antes de dar o próximo passo.

Pois bem, faça o mesmo quando escolher os profissionais que vão trabalhar na sua campanha.

Links Patrocinados

Para fazer um resumo de tudo que falei e encerrar o processo da compreensão do termo, os links patrocinados são grupos de palavras-chave patrocinadas.

Se o usuário entra no Google e digita “salão de festas”, as primeiras posições serão de empresas que utilizam os links patrocinados.

Ficou tudo bem claro?

Eu imagino que sim. Como disse acima, certamente você gosta de estudar.

E exatamente por gostar de se informar sobre tudo que, neste ponto do artigo, você já entendeu o que é o Google Ads e como ele funciona, não é verdade?

Que bom! Fico feliz em levar informações para todos que buscam melhorar seus negócios.

Então, agora, vou lhe convidar a dar mais um passo:

Vamos nos aprofundar no assunto e entender sobre todas as opções que a ferramenta oferece?

Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas tansgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.

Salmos 51:1-3
03/03/2021

Google Ads Express

O Google Ads Express é uma excelente opção para quem quer uma ferramenta mais simples.

A ideia do Google Ads Express é facilitar o trabalho de pequenas empresas, ou auxiliar na criação de anúncios feitos por empresas que não possuem um domínio próprio.

Se trata de uma ferramenta simplificada, a partir do próprio AdWords, para otimizar e automatizar os anúncios.

Com ele, você vai poder criar anúncios que não vão deixar nada a desejar.

Se essa for a sua opção, é importante saber que o Ads Express faz apenas campanhas locais, o que não deve ser visto como menos vantajoso.

Ela vai permitir atrair clientes que estão próximos, o que pode aumentar a chance de fidelização. Até mais do que anúncios mais abrangentes.

Se você ainda não tem certeza sobre começar a fazer seus anúncios com o Ads, essa pode ser a melhor opção.

De uma maneira mais simplificada, você vai fazer seus anúncios e, então, decidir se a ferramenta é mesmo a solução que sua empresa precisa.

“Ok, Neil. Mas por que devo começar a fazer meus anúncios por uma ferramenta mais básica ao invés de já iniciar pela plataforma completa?”

Essa é fácil:

Antes de qualquer coisa, com ela você nem vai precisar ter um site. Ou seja, não precisa que sua marca já tenha algum espaço ou consolidação online.

Claro que meu conselho é o de que você comece, imediatamente, a pensar numa campanha no mundo virtual, mas se essa ainda não é uma possibilidade, o Google Ads Express pode ser a melhor solução.

E, também, tem o detalhe de que criar uma campanha é bem mais fácil. Eu até me atrevo a dizer que cerca de 20 minutos são suficientes para trabalhar na criação.

Você vai encontrar um passo a passo no Google Ads, que vai facilitar muito a compreensão do caminho que terá que percorrer para finalizar uma campanha de qualidade e atrativa.

Você vai ter que selecionar seu público, fazer uma descrição de três linhas e informar o quanto deseja investir nessa campanha. E pronto!

Como eu já disse antes, a fidelização de clientes pode ser mais assertiva, visto que o seu anúncio vai impactar pessoas que estão mais próximas da sua empresa.

O raio que seu anúncio vai atingir será de 25 km a 65 km do endereço cadastrado na plataforma.

Toda pessoa que buscar por estabelecimentos do seu segmento, irão encontrar seu anúncio como uma opção próxima a elas, e isso é ótimo!

A modalidade de cobrança que ela disponibiliza é o CPC. Isso significa que você só vai pagar quando, por exemplo, uma ligação for gerada através de uma interação feita a partir de um anúncio.

Essa característica é ótima, pois você tem um controle muito bom sobre o orçamento. Só paga se existir contato.

Caso você não saiba se sua empresa se encaixa nesse tipo plataforma, eu ajudo: qualquer segmento pode trabalhar com o Google Ads Express e obter excelentes resultados.

Se você está iniciando sua campanha online, essa certamente é um ótimo primeiro passo.

Agora, se quer iniciar a campanha diretamente no Google Ads completo e gerar leads, vamos às dicas. Espero que elas lhe orientem da melhor maneira.

Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra. O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46:10-11
03/03/2021

Palavras-chave: Tudo o que você precisa saber

Uma das principais e essenciais para o sucesso de uma estratégia de Marketing Digital são as palavras-chave, então vamos saber como usá-las

Palavras-chave são termos compostos por uma ou mais palavras que resumem do que se trata um artigo ou conteúdo. Em Marketing Digital, são importantes para guiar a otimização de um site ou de uma página. Assim, podem ajudar a atrair mais visitantes por meio das Pesquisas do Google.


Quando pensamos em palavra-chave (keyword, em inglês), é quase inevitável pensarmos no Google. De fato, o termo começou a ser disseminado pela ferramenta de pesquisa, sendo uma importante variável das buscas na internet.

Entretanto as palavras-chave passaram a significar muito mais do que uma simples forma de encontrar um site na internet. Hoje, as palavras-chave representam uma forma de o mercado pensar. Confira o próximo parágrafo:

A importância da palavra-chave

O Brasil já possui mais de 16 milhões de empresas e o número vem aumentando a cada dia, já que, segundo uma pesquisa pelo portal Empresômetro, uma nova empresa nasce no país a cada 5min.

Pelo menos eu, quando me deparo com um dado como esse, logo penso: “para que tantas empresas são criadas assim? Qual é o propósito?”

Bem, não há dúvidas de que uma grande motivação em comum entre muitos desses empreendedores é a busca por dinheiro. Porém, apenas essa ambição não deveria ser suficiente para inspirar a criação de um novo negócio.

“Mas se não é simplesmente a ambição por dinheiro, por que tantas empresas são criadas? E o que isso tudo tem a ver com palavra-chave?”

Uma empresa é criada para um propósito: resolver problemas! Sim, problemas dos quais os consumidores estão sedentos pela solução. Desafio qualquer um a encontrar uma empresa cujo propósito não seja esse.

Cidades 2018 2018/19 2019 2019/20 Hoje Fração
São Paulo 1.486.352 18,63% 1.763.302 14,55% 2.019.778 9,10%
Rio de Janeiro 694.704 18,29% 821.785 14,99% 945.000 4,26%
Belo Horizonte 304.813 19,79% 365.137 15,82% 422.904 1,91%
Brasília 278.908 19,37% 332.939 16,63% 388.314 1,75%
Curitiba 263.077 18,01% 310.461 16,14% 360.581 1,63%
Salvador 227.457 19,46% 271.729 15,53% 313.922 1,41%
Fortaleza 214.746 17,28% 251.856 15,15% 290.014 1,31%
Porto Alegre 199.473 14,01% 227.422 11,77% 254.179 1,15%
Goiânia 159.696 20,76% 192.846 17,83% 227.221 1,02%
Campinas 131.964 18,37% 156.202 14,71% 179.175 0,81%
Recife 127.654 19,76% 152.881 16,00% 177.344 0,80%
Guarulhos 106.313 25,32% 133.232 17,89% 157.062 0,71%
Manaus 102.623 21,95% 125.153 21,19% 151.676 0,68%
EXTERIOR 120.756 3,32% 124.762 2,22% 127.529 0,57%
Belém 84.694 19,55% 101.251 18,43% 119.915 0,54%

Palavras-chave e propósito

A parte realmente interessante dessa história que estou contando é o fato de ela fazer uma perfeita intersecção com o assunto desse artigo. Isso porque toda pesquisa realizada na internet também possui um propósito: resolver problemas!

Consegue enxergar a dimensão disso? Mais de 100 bilhões de pesquisas são feitas por dia no Google e, por trás de cada busca, existe um usuário com um problema. Problema que muito possivelmente a SUA EMPRESA é capaz de resolver.

Você queria saber a importância das palavras-chave? Então aqui vai uma frase que deixará bem claro para você essa importância:

Na internet, o principal elemento que separa o problema do seu público-alvo da solução que sua empresa oferece é a palavra-chave.

É exatamente por esse motivo que, quando pensamos em palavra-chave, o mindset não deve ser simplesmente enviesado para SEO ou Links Patrocinados, e sim voltado para o negócio como um todo.

Se você utiliza a pesquisa de palavra-chave só para SEM (Search Engine Marketing), você está desperdiçando uma superinteligência.

Se você ainda não tem uma pesquisa de palavra-chave estruturada e priorizada, o próximo bloco é para você; vou falar sobre como montar a sua lista de palavra-chave.

Pesquisa de palavra-chave

Como já mencionado no parágrafo anterior, a pesquisa de palavra-chave é importante não só para estratégias de SEM, mas também para todo o negócio.

O tipo de comunicação que uma marca deve ter, o layout de um produto, o foco de uma estratégia de Marketing de Conteúdo e muito mais podem ser definidos por influência de uma pesquisa de palavra-chave. É por essa razão que é necessário ter muita dedicação e excelência nesta etapa do planejamento de estratégico.

Concluímos juntos há alguns parágrafos que o principal elemento que separa seu público de encontrar sua empresa é a palavra-chave. Sendo assim, para conseguir fazer uma excelente pesquisa de palavra-chave, é preciso ter um profundo conhecimento a respeito do seu público-alvo.

Isso porque o mesmo problema pode ser representado por várias palavras-chave diferentes; o que vai determinar a forma de pesquisa é justamente a pessoa por trás da palavra. Para que você consiga visualizar melhor, confira o exemplo:

Óleo Essencial ou Óleo Aromaterapia?

Para todos entenderem bem, vamos para aquela velha e clássica discussão de “Óleo Essencial ou Óleo Aromaterapia?”

Suponhamos que você tenha uma loja que vende Óleos Essenciais/Óleos para Aromaterapia online. Como você faria sua estratégia de marketing? Utilizando qual das duas opções de palavra-chave?

Esse é um dos problemas em que o conhecimento do seu público-alvo vai ser determinante para resolver. Neste exemplo, a resposta é bem mais simples do que em outros dilemas na hora de construir nossas estratégias de marketing.

Primeiro, precisamos analisar uma comparação dos volumes de busca dos termos (utilizando o Google Trends):

 

Até primeiro momento da nossa análise, investir na palavra-chave “Óleo Essencial” se mostra mais interessante do que investir na palavra “Óleo Aromaterapia”. Acontece que, quando passamos para a segunda parte da análise, algumas outras informações começam a se evidenciar:

Áreas  mais pesquisas no Brasil:

Seu público-alvo fica na região sul do Brasil? Se sim, já sabe em que termo dar maior foco. Seu público-alvo está em todo o Brasil? Vai precisar fazer uma estratégia de marketing personalizada para cada público. E assim vamos indo, análise por análise…

Depois que tiver o pleno conhecimento do seu público-alvo e entender muito bem DE QUE FORMA ele está acostumado a se referir ao problema que sua empresa resolve, você poderá a começar a desenvolver sua lista de palavras-chave.

Semântica no conteúdo

Além de otimizar o conteúdo para a palavra-chave foco, é importante entender que existem outros fatores que ajudam o Google a entender o contexto do seu conteúdo e até a ranquear seu site para termos em que o conteúdo nem é otimizado.

Primeiro motivo é ser bem específico.

Outro motivo para usar a semântica na produção de conteúdo é que fica mais fácil para o Google entender exatamente sobre o que você está falando.

Se você estiver fazendo um artigo sobre Óleos Essenciais, o Google com certeza sabe de quem você está falando.

Mas se for sobre o Óleos Essenciais doTerra, qual dos Óleos é?

Como fazer?

Identificando outras palavras na pesquisa de palavras-chave que podem compor o conteúdo, incluindo as pesquisas relacionadas apresentadas pelo Google, evitando a repetição de termos e incluindo sinônimos ao longo do conteúdo.

Como fazer a lista de palavras-chave

A dificuldade da maioria das pessoas na hora de tentar produzir a pesquisa de palavra-chave normalmente está atrelada a começar. A justificativa sempre é a falta de criatividade na hora de ter ideias de keywords.

Mas não caia nessa. A pesquisa de palavra-chave quase não tem a ver com criatividade. Ela está relacionada ao profundo conhecimento do seu público e ao uso das ferramentas certas. Vou ensinar você a começar sua pesquisa.

A primeira coisa que você precisa fazer é listar todos os subnichos (categorias) do seu nicho e vincular a cada um deles um mínimo de 10 palavras-chave relacionadas.

Obs.: Se seu nicho já é extremamente específico e não possui subdivisões, extraia do assunto o máximo de palavras-chave possível e aplique as próximas etapas que direi logo a seguir.

Com cada lista referente a cada subnicho pronta, você deve utilizar ferramentas gratuitas feitas especialmente para gerar mais ideias de palavra-chave a partir dessas já selecionadas por você.

É importante que você quebre um pouco a cabeça para pensar em ótimas palavras-chaves originais, porque é a partir delas que as ferramentas irão gerar novas ideias.

Novas ideias de palavras-chave com o Google AdWords

Google AdWords sem dúvidas é uma das melhores ferramentas para geração de novas ideias de keywords. Confira abaixo como encontrar novas ideias através dela.

1 – Na página inicial da ferramenta, clique no menu “Ferramentas” e depois “Planejador de Palavras-chave”.

2 – Você irá se deparar com a tela abaixo. No bloco de “Encontrar novas palavras-chave e ver dados de volume de pesquisa”, clique em “Procurar novas palavras-chave usando uma frase, um website ou uma categoria”, insira suas palavras-chave originais no primeiro campo e depois no botão “Obter ideias”.

3 – Na próxima tela, você irá se deparar com um painel com duas opções: “Ideias de grupos de anúncios” e “Ideias de palavras-chave”. Selecione “Ideias de palavras-chave” e confira todas as sugestões dadas pela ferramenta.

Estudando a tabela gerada, você irá encontrar muitas outras palavras-chave que as pessoas costumam pesquisar no Google, e que estão relacionadas às que você inseriu inicialmente (consequentemente, ao seu nicho).

Além de conseguir novas ideias de palavra-chave, a ferramenta também irá dar uma ideia do volume de busca de cada uma, o que será essencial para você quando formos aprender a qualificar as palavras.

Obs.: Até agosto de 2016, o Google AdWords exibia o volume de busca das palavras-chave com muito mais precisão. Mas a ferramenta sofreu uma atualização e passou a exibir apenas a amplitude de buscas. Por exemplo: Keyword 1 | Volume de busca entre 1 MIL e 10 MIL buscas mensais.

Novas ideias de palavras-chave com o Ubersuggest

Sabe quando vamos pesquisar uma frase no Google e, de tão comum que ela é, o buscador já a completa antes de você terminar? A ferramenta Ubersuggest funciona sob a mesma lógica: você insere a palavras-chave de forma mais genérica e ampla e ela retorna complementos para a palavra de A a Z.

O uso dela é extremamente fácil e nem será preciso fazer o mini tutorial com os prints das telas. Basta acessá-la, mudar o idioma para português, inserir a keyword que irá gerar as ideias e clicar no botão “suggest”.

Confira toda a lista. Procure por palavras-chave que façam sentido para você, levando sempre em consideração seu público-alvo. Fique também atento às palavras que possam gerar ainda mais ideias.

Existem muitas outras ferramentas no mercado que são capazes de gerar insights parecidos, porém nem todas são gratuitas e eficazes como essas que mencionei. Apenas com as duas ferramentas citadas aqui e bastante empenho, você já consegue gerar listas robustas para se trabalhar.

Fiz minha lista de palavra-chave. E agora?

Apenas a lista de palavra-chave, sob o ponto de vista de negócio, já contribui de forma poderosa para todas as estratégias da empresa. Sob o ponto de vista de SEO, porém, a lista apenas pela lista não vale nada.

Imagine só: uma lista com 100 palavras-chave para você levar em consideração em suas estratégias de SEO. Por onde começar? Em quais devo focar? Todas ao mesmo tempo?

É por essa razão que quero passar para você agora a forma ideal de se interpretar uma lista de palavras-chave para conseguir ver com clareza os maiores potenciais da lista.

Interpretando as palavras-chave

Quando olhamos para as palavras-chave, precisamos enxergar mais do que apenas elas, mas também seus atributos. Eu costumo dizer que uma palavra-chave pode e deve ser avaliada sob 4 dimensões diferentes:

  • Volume de busca;
  • Dificuldade de ranqueamento;
  • Intenção de compra;
  • Posição atual para a keyword.

Para entendermos melhor esse conceito, vamos aprofundar um pouco em cada uma delas:

Volume de busca da palavra-chave

Para ficar bem claro o peso desse atributo, vou fazer um paralelo que será bem útil para a explicação desta dimensão e de outras próximas, então tenha-o em mente enquanto explico:

Imagine que você tenha uma loja que possui ótimos preços e produtos de ótima qualidade. Trata-se de uma loja excelente. Porém sua loja fica em uma rua de bairro pouquíssimo movimentada. Você pode ter o letreiro mais chamativo de todos, que ainda assim será difícil atrair clientes.

No paralelo que fiz acima, a rua é a página de resultados do Google, a loja é seu site e o letreiro e a sua snippet.

Uma rua de bairro pouco movimentada seria equivalente a uma palavra-chave com pouco volume de busca. Por essa razão, é interessante que estejamos sempre onde há mais movimentação de usuários.

Aprendizado: Dar prioridade para palavras-chave que possuem um grande volume de busca é bastante recomendado para aqueles que desejam bastante tráfego (por motivos óbvios).

Dificuldade de rankeamento da palavra-chave

Você descobriu uma rua ideal para alocar sua loja! Trata-se de uma rua muito movimentada, que trará muita visibilidade, ajudando-o a atrair muitas pessoas. Porém, logo mais você descobre que exatamente por esse mesmo motivo o preço para alocar sua loja na região é bastante alto.

Com SEO é praticamente a mesma coisa. A diferença é que a moeda do SEO é o tempo/esforço.

Aprendizado: Antes de escolher uma palavra-chave para dar prioridade, você precisa analisar o quão difícil será para ficar posicionado para ela. Às vezes, todo o esforço e tempo que serão necessários não serão pagos com o tráfego que você irá conseguir.

Como avaliar a dificuldade de rankeamento da palavra-chave

Existem algumas ferramentas que são capazes de fazer essa análise:

  • A ferramenta MOZ é capaz de analisar a dificuldade de rankeamento através de uma métrica criada por eles, porém ela não é gratuita. Inclusive, recentemente a ferramenta teve um upgrade. Mais do que ver apenas a dificuldade de rankeamento da keyword, é possível entender o potencial de “ganho SEO” por trás da palavra-chave. Vale a pena conferir.
  • A ferramenta SEMrush (paga) recentemente também adquiriu essa funcionalidade, e hoje consegue avaliar esse quesito da keyword.

Se você não tiver acesso a nenhuma das ferramentas citadas aqui, você pode avaliar as métricas individuais de cada site posicionado na página de resultados referente à palavra-chave.

A análise passa a ser mais subjetiva, porém isso pode ser o bastante para que você consiga a inteligência necessária em sua estratégia.

Aprendizado: Palavras-chave com baixa dificuldade de rankeamento sempre são ótimos targets. Elas tenderão a trazer resultados mais rápidos com menos esforço.

Intenção de compra da palavra-chave

Você conseguiu, por um ótimo preço, que sua loja ficasse na rua mais movimentada do centro da sua cidade! Várias pessoas passando e visualizando sua loja todos os dias. Porém, logo descobre que a maioria das lojas daquela rua são voltadas especificamente para eletroeletrônicos. É um nicho com que sua loja também trabalha, mas não de forma focada. Alguns consumidores que transitam pela rua até acham sua loja interessante, mas a maioria quer um serviço mais especializado.

Estar posicionado para uma palavra-chave que possui muita busca e pouca dificuldade de rankeamento nem sempre é a melhor opção. Se a palavra-chave não representa muito bem o que sua loja vende, ou representa, mas de forma muito superficial, pode não ser um bom negócio investir nela.

De fato, SEO se trata de atrair bastante tráfego de forma orgânica, porém, se no fim esse tráfego não for capaz de gerar clientes, não há tanto sentido em investir nele.

Tenha muito claro todas as etapas da jornada de compra, ou seja, desde o acesso ao Google, pesquisa de produtos e locais até a compra, do seu público-alvo. Muitas vezes, uma palavra-chave pode até não parecer vantajosa no ponto de vista de vendas. Ainda assim você deve fazer a análise para entender se realmente aquele interesse superficial do visitante em seu assunto não pode evoluir para um interesse maior e se tornar uma venda.

Palavra-chave long tail

Palavras-chave long tail (ou calda longa) são basicamente as possíveis variações que podem existir de uma mesma palavra. Normalmente compostas por mais de uma palavra, elas normalmente exprimem uma maior intenção de compra que as outras palavras-chave. Para entender melhor, analise o cenário fictício:

Usuário A – Acessou o Google e pesquisou por “gerânio” na ferramenta.

Usuário B – Acessou o Google e pesquisou por “gerânio para dor”

Primeira pergunta: qual palavra-chave provavelmente possue um maior volume de busca? Provavelmente pela palavra-chave “gerânio” ser mais genérica, ela deve ser mais buscada que “gerânio para dor”.

Mas, agora, vamos para a segunda pergunta: qual usuário provavelmente possui uma maior intenção de efetivamente comprar um óleo essencial de gerânio? Provavelmente, o usuário B possui a maior intenção de compra, já que ele possui uma necessidade mais específica e sabe exatamente o que quer.

A relação de long tail e short tail está justamente atrelada à intenção de compra. Por isso, tenha esse conhecimento na hora de avaliar a intenção de compra por trás das palavras.

Aprendizado: Por mais que às vezes uma palavra-chave possua muito menos busca que outra, existe sempre a chance de trazer mais vendas para você do que a que possui um maior volume de busca. Analise sempre esse quesito.

Posição atual para a palavra-chave

Para explicar esse atributo, em vez de usar o paralelo que fiz na explicação das outras dimensões, vamos utilizar uma pesquisa atualizada feita pela Advanced Web Ranking.

Segundo a pesquisa, a taxa de cliques por resultados da página de resultados de pesquisa funciona da seguinte forma:

 

POSIÇÃO NO GOOGLE TAXA DE CLIQUES DA POSIÇÃO
1º lugar 29,81%
2º lugar 16,05%
3º lugar 9,97%
4º lugar 6,74%
5º lugar 4,85%
6º lugar 3,57%
7º lugar 2,7%
8º lugar 2,1%
9º lugar 1,68%
10º lugar 1,33%

Como você pode perceber, 71% dos cliques estão nos 6 primeiros lugares da página de resultados. Antes de pensar em uma estratégia para posicionar uma nova URL na primeira página, verifique se não possui uma “mal posicionada”.

Uma URL que está em 12º lugar pode facilmente adentrar na primeira página. Pode até alcançar as 6 primeiras posições com otimizações do conteúdo e criação de links, por exemplo.

Aprendizado: Antes de criar uma nova página para posicioná-la para uma palavra-chave, verifique se seu site já não possui alguma página “pré-posicionada”. O esforço para rankear uma URL posicionada na 2ª página de resultados na primeira pode ser muito menor do que criar uma webpage do zero.

Conclusão

A palavra-chave é ponte entre seu público e você. Utilize todos os recursos disponíveis para garantir a máxima eficiência dessa ponte. Apesar dos últimos ensinamentos terem viés de SEO, é possível converter as instruções em uma visão de negócio.

Deus está no meio dela; não será abalada; Deus a ajudará desde o raiar da alva. Bramam nações, reinos se abalam; ele levanta a sua voz, e a terra se derrete. O Senhor dos exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46:5-7
03/03/2021

Começando a Anunciar no Google Ads

Aprenda o passo a passo para começar, hoje mesmo, a fazer anúncio no Google.

Essa tarefa é bem simples.

Vá até o Google Ads e clique em “Comece agora”.

Insira seu e-mail e a URL da sua página. Se você trabalha com o Gmail, é melhor.

Então, a plataforma vai pedir que você configure sua campanha.

“Mas eu não sei como fazer isso! Como vou configurar uma campanha se nem sei direito para onde ir?”

Não se preocupe, vamos devagar. O intuito deste artigo é justamente o de orientar. Deixa este artigo aberto em outra aba e vamos lá, vou acompanhando você.

Vamos falar sobre os tipos de campanha que você vai encontrar.

Quando você me vir falando em publicidade PPC, estou me referindo à Rede de Pesquisa. E é em torno disso que estamos trabalhando. Quando sua empresa aparece como resultado nas vezes em que as pessoas buscam uma determinada a palavra-chave, correto?

Existe a opção Network, que vai aumentar a abrangência do seu anúncio. Se o usuário fizer uma pesquisa no AOL, por exemplo, seu anúncio vai aparecer para ele porque a plataforma é parceira do Google.

Durante esse guia, você vai perceber que a maior parte do tempo será focada na Rede de Pesquisa. Faço isso por causa dos benefícios.

Esqueceu quais são eles? Não tem problema, eu vou relembrá-los: a intenção do usuário, quando faz a busca; e o pagamento por desempenho.

E o que isso significa? Isso significa que você pode esperar resultados melhores do que na Rede de Display (e é por isso que recomendo que você comece por aqui).

Como falamos, a Rede de Display do Google disponibiliza que anúncios apareçam em outros sites em forma de banners.

Os anúncios vão aparecer na rede Adsense, em blogs de qualquer tamanho.

Mais de dois milhões de sites da Rede de Display podem te ajudar a impactar 90% das pessoas que transitam pela internet!

Você pode segmentar os blogs e sites para certas categorias. Do contrário, você não terá a intenção de busca para direcionar as visitas e conversões.

Portanto, use a Rede de Display para divulgar seu nome. O número de pessoas que terão acesso ao seu anúncio vai fazer com que a visibilidade da sua marca cresça no segmento em que trabalha.

Assim, quando as pessoas buscarem por produtos que tenham relação com os produtos oferecidos pela sua empresa, elas certamente se lembrarão dela.

Um exemplo que posso citar aqui é o de serviços de alto custo. Muitas pessoas não se sentem à vontade em gastar R$10.000,00 em sua primeira visita ao site.

Mas depois de ver tantas vezes sua marca em anúncios pelas páginas em que acessa, a confiança começa a aumentar.

Ela passa a visitar seu site, olhar os produtos que oferece e, assim, as chances de uma conversão crescem.

Entendeu tudo direitinho?

Certo. Então vamos então falar sobre custos.

Você sabe como calcular o orçamento para o Ads, para que a campanha gere mais do que o investimento realizado?

Se quer saber um pouco mais, vamos então ao próximo passo. Vou te ensinar como começar a campanha e vamos nos aprofundar em estratégias de lance avançadas.

Vem comigo. Calcule aqui!

Bem-aventurado o homem que faz do Senhor a sua confiança, e que não atenta para os soberbos nem para os apóstatas mentirosos.

Salmos 40:4
03/03/2021

Usando o Planejador de Palavras-Chave do Google

Encontrar a palavra-chave ideal que se encaixe com seu orçamento é fundamental para o sucesso da campanha.

Segundo os nossos cálculos, o preço máximo da sua palavra-chave deve ser de R$0,30, certo? Então, é hora de determinar a palavra-chave ideal.

Você pode ir até o Google Keyword Planner para começar a pesquisar.

Neste momento, a minha orientação é a de que você se coloque no lugar do seu público-alvo.

Se você estivesse tentando comprar um Óleo Essencial Lemon doTerra, o que escreveria na caixa de pesquisa do Google?

Chegando à resposta, você já vai saber exatamente qual deve ser sua palavra-chave. Lembre-se que a palavra-chave não precisa ser, necessariamente, uma única palavra.

Você pode selecionar a categoria que o seu produto se encaixa, se encontrar uma opção que corresponda.

Não esqueça de definir o idioma, em “Targeting”.

Selecione apenas o Google e exclua a rede, que engloba os sites que exibem banners, entre outros.

Clique em “Get Ideas”.

Já na aba de ideias de palavras-chave, você vai ver qual o número de buscas para as palavras-chave na região e a média de CPC para cada uma delas.

Você vai ver que de 100 a 1.000 pessoas, no Brasil, pesquisam, mensalmente, o termo “comprar Óleos Essenciais doTerra”, mas talvez essa não seja a melhor opção.

Agora, se você optar por “lemon doTerra”, vai perceber que existe um volume de 1.000 a 10.000 pesquisas mensais, e esse termo custa, em média, R$0,41.

Ótimo! Já será um grande começo.

E o que mais você pode fazer para continuar vendo boas ideias?

Sempre comece sua pesquisa por nomes de marcas.

Por que? Porque são termos fáceis e que já têm ligação com os produtos oferecidos pela sua empresa.

O termo pode explicitar o produto ou o serviço. Também pode ser um termo que você mesmo criou, para uma melhor definição. Como é o caso do “Inbound Marketing”, do Hubspot.

Essas palavras-chave vão ajudá-lo a conseguir uma maior interação do público que está pesquisando a respeito.

A desvantagem é a de que o termo remete a um mercado pequeno, quando comparado às grandes empresas.

O ideal é ir atrás de termos maiores, normalmente utilizados por pessoas que ainda não ouviram falar da sua marca.

As palavras-chave características de fundo de funil têm um número maior de conversões, mas existem em menor quantidade.

Eu aconselho que você trabalhe palavras-chave que trabalhem o meio e o topo de funil.

Não esqueça de que as palavras-chave escolhidas devem estar alinhadas à sua estratégia de conteúdo.

Por exemplo: “Automatização de Marketing” pode ter um mercado pequeno. O ideal é que você aumente o mercado encontrando palavras-chave que já têm uma demanda grande de busca.

Keyword Explorer, do Moz, que é uma ferramenta paga para trabalhar com SEO, auxilia no momento de descobrir termos relevantes.

Você vai sugerir uma palavra-chave e a plataforma vai fornecer uma lista de palavras-chave que podem ser organizadas pela relevância ou pelo número de vezes que ela é citada nas buscas.

Se você preferir outra plataforma, poderá utilizar o SEMrush.

Essa plataforma tem uma vantagem sobre as outras: você pode usá-la para espionar os concorrentes.

Vai poder analisar quem está fazendo lances para os termos que você está pesquisando e, até mesmo, que tipo de texto publicitário estão usando para segmentar estas palavras.

Se você optar pelo termo “comprar seguro de carro online”, por exemplo, pode fazer uma avaliação do texto publicitário que a concorrência está usando e extrair deles outros termos que podem ser igualmente relevantes.

E essa é apenas a ponta do iceberg.

Você pode tentar frases-chave, levando em conta:

  • Tendências do momento – Acesse o Google Trends e pesquise se os locais ou pessoas estão recebendo uma atenção maior da grande mídia.
  • Sazonalidade – Pode levar em consideração o evento que vai acontecer nas próximas semanas (a final do Brasileirão, por exemplo).
  • Busca no site – O Google Analytics já aponta o que as pessoas estão procurando no seu site. Assim, você só terá que descobrir exatamente do que se trata a pesquisa e oferecer ao público.

Você, certamente, já compreendeu a importância de escolher a palavra-chave ideal, certo? Então é hora de considerar alguns tipos de combinação.

Vou explicar:

Você, ou sua empresa, está precisando contratar um determinado número de pessoas que vendem Óleos Essenciais doTerra. Por esse motivo, você cria uma landing page e uma nova campanha, visando direcionar candidatos para preencher as vagas necessárias.

O que pode acontecer de errado?

Quando você começa a divulgar, vão surgir diversos Óleos Essenciais doTerra. Mas, aí, você percebe que eles são Óleos Essenciais de todos os  tipos, e o que você está precisando é de um Óleos Essenciais doTerra.

O problema não foi só a palavra-chave, mas, mais especificamente, a combinação que poderia ter sido utilizada para melhorar a filtragem.

Você pode criar uma lista de combinações personalizada. Para isso, saiba que o Google Ads conta com três tipos primários de combinação:

1. Combinação ampla: Funciona com qualquer palavra relacionada com a que você optou.

2. Combinação de frase: Funciona quando a palavra é usada como parte de uma frase.

3. Combinação exata: Funciona apenas para a palavra selecionada.

Seguindo essa lógica, a combinação ampla vai trazer um grande número de pessoas, enquanto a combinação exata vai selecionar o mínimo de pessoas.

Eu aconselho que você encontre o meio termo entre estes três tipos de combinação para aproveitar ao máximo o seu investimento.

Se você optar por acessar o menor número de pessoas possível, pode ser que seu negócio não consiga crescer.

Se existir um número grande de pessoas, pode ser que o investimento tenha que ser muito alto (cliques inúteis), e isso não é o que o investidor está procurando.

“Nossa! Mas assim é praticamente impossível. Como vou encontrar o meio termo?”

Vou mostrar como você pode escrever cada uma dessas combinações (pega o caderno e a caneta para anotar o uso correto da pontuação):

  • Combinação ampla: + essencial + doTerra
  • Combinação de frase: essencial doTerra
  • Combinação exata: [óleo essencial doTerra]

Tente fazer uma mistura destes três tipos de combinação para garantir uma boa variedade de termos de pesquisa.

Eu diria que isso é essencial, porque mesmo dando lances por palavras-chave, você estará pagando por termos de pesquisa.

Estas são as palavras que estão sendo pesquisadas por pessoas que estão utilizando a busca do Google, quando seu anúncio é visualizado.

Na aba Keywords, você pode procurar o relatório Search Terms e ver todas as opções de termos que você está pagando no momento, mesmo que não tenha adicionando-os à sua campanha.

Então você me diz:

“Não estou gostando destes termos de pesquisa”.

Ou, pior que isso, você pode estar desperdiçando dinheiro com termos completamente irrelevantes (como o caso dos Óleos Essenciais doTerra, citado acima).

Não se preocupe, isso também pode ser configurado!

Existe uma opção: Palavras-chave negativas, para que você exclua todos os termos que estão prejudicando sua campanha.

Logo mais, neste mesmo artigo, vou falar sobre a rotina de manutenção que você precisa seguir para encontrar todas as palavras-chave ruins antes que elas façam sua empresa desperdiçar dinheiro.

Mas já foi bem interessante saber que você pode excluir determinadas palavras-chave para que o Google saiba que elas são proibidas de aparecer na sua campanha, não é verdade?

As palavras-chave que você achar que estão prejudicando, poderão ser colocadas em uma lista. Essa lista poderá aumentar com o tempo – não se preocupe em relação a isso.

Quanto mais maduro for o seu trabalho de Google Ads, mais palavras você irá encontrar para negativar, deixando suas campanhas cada vez mais limpas e assertivas.

Depois de um tempo, algumas semanas eu diria, o sistema vai filtrar as palavras-chave inúteis e apontá-las para você, antes mesmo que elas causem algum problema.

Olha só que característica bacana da plataforma: Seus anúncios só serão associados a termos bons e, consequentemente, o ROI da sua campanha poderá aumentar com o tempo.

Entender como selecionar o orçamento e as frases-chave já é uma boa parte percorrida da caminhada.

O caminho restante será em torno de determinar o orçamento, baseando-se na sua concorrência.

Quer aprender como dominar a arte da espionagem?

Quanto aos transgressores, serão à uma destruídos, e a posteridade dos ímpios será exterminada. Mas a salvação dos justos vem do Senhor; ele é a sua fortaleza no tempo da angústia. E o Senhor os ajuda e os livra; ele os livra dos ímpios e os salva, porquanto nele se refugiam.

Salmos 37:38-40